ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEXTA  23    CAMPO GRANDE 24º

Lugares por Onde Ando

Guia alerta turista sobre seu papel na volta do turismo

Por Paulo Nonato de Souza | 19/09/2020 08:18
O Guia do Viajante Responsável pretende evitar cenas como essa em Bonito com aglomeração, desrespeito ao distanciamento social e ninguém de máscara (Foto: Direto das Ruas)
O Guia do Viajante Responsável pretende evitar cenas como essa em Bonito com aglomeração, desrespeito ao distanciamento social e ninguém de máscara (Foto: Direto das Ruas)

Tanto quanto os empresários e as autoridades públicas nos mais variados setores, os viajantes também possuem papel essencial para garantir o sucesso da retomada dos atrativos turísticos depois de cinco meses de paralisação das atividades por conta da pandemia de coronavírus (Covid-19).

O turista precisa assumir e cumprir o seu papel, começando pelo respeito aos protocolos de biossegurança implementados em todos os segmentos do turismo. É o que propõe o Guia do Viajante Responsável, lançado nesta sexta-feira, 18, no Hilton Hotel Morumbi, em São Paulo, pelo Movimento Supera Turismo Brasil, criado em junho deste ano com a participação de 27 entidades setoriais do turismo.

“Viagem segura depende de todos nós”, diz o Guia, ao ressaltar que “hotéis, companhias aéreas, agentes de viagem, operadores, parques e atrações turísticas, prestadores de serviços e a cadeia do turismo no seu todo estão preparados para receber você com segurança, e como sabemos que cuidar é responsabilidade de todos, este Guia contém recomendações para uma viagem segura”.

O documento de seis páginas, que pode ser baixado na Internet, lista uma série de recomendações aos turistas, como respeitar protocolos de biossegurança definidos por governos e estabelecimentos que atuam na área, desde os meios de hospedagem, bares, restaurantes e empresas de transporte, por exemplo.

Entre as recomendações, estão o uso de máscara facial, distanciamento social,  higienização das mãos e cumprimento de regras específicas de destinos e equipamentos turísticos em todos os passeios.

Além de sugestões para dar preferência a passeios ao ar livre, considerando que ambientes fechados podem favorecer transmissões, também há orientação para que se faça check-in online e se adotem processos digitais, como a consulta a versões virtuais de cardápios de restaurantes para evitar o contato com objetos que possam facilitar a propagação do novo coronavírus.

Se conseguir atingir a meta de conscientizar os viajantes sobre o seu papel na volta do turismo em tempo de pandemia, o “Guia do Viajante Responsável” pode ajudar a quebrar a resistência de quem ainda não se sente seguro para viajar com medo da contaminação do coronavírus.

Pesquisa divulgada na quinta-feira, 17, pelo Ministério da Infraestrutura, revelou que parte significativa da população brasileira ainda tem receio de deslocamentos. O levantamento diz que 47,5% das pessoas estão inseguras de viajar por conta da crise sanitária e 31,3% responderam já se sentir confortável para viajar.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário