A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 27 de Maio de 2019


16/05/2019 06:52

Na Áustria, sul-mato-grossense apresenta as belezas naturais de Nenzing

Maycon Felder trocou Pedro Gomes pela Áustria e vive há 20 anos em uma cidade na fronteira com Suíça e Alemanha

Paulo Nonato de Souza
O sul-mato-grossense Maycon Felder com a esposa Viviane Porsche, uma gaúcha da cidade de Imigrantes, curtindo o calorzinho em Nenzing (Foto: Arquivo pessoal) O sul-mato-grossense Maycon Felder com a esposa Viviane Porsche, uma gaúcha da cidade de Imigrantes, curtindo o calorzinho em Nenzing (Foto: Arquivo pessoal)

Morando há 20 anos em Nenzing, no estado de Vorarlberg, região sul da Áustria, o sul-mato-grossense de Pedro Gomes, Maycon Felder, faz um convite especial para quem quiser conhecer a pequena cidade de 6.296 habitantes, encravada em meio a uma cadeia de montanhas na fronteira com Suíça e Alemanha.

“Para quem gosta de montanhas aqui é o paraíso. Nenzing é um lugar com paisagem e tranquilidade sem igual. Temos montanhas, área de camping, lagos e bastante área para fazer caminhada, correr, andar de bike, enfim, é só escolher o que quiser fazer, se no verão, na primavera, outono ou no inverno. Podem vir quando quiser porque as portas de Nenzing estarão sempre abertas”, garante Felder, de 31 anos.

Distante 668 km de Viena, a capital austríaca, Nenzing é um lugar muito parecido com cidades sul-mato-grossenses de turismo ecológico, como Bonito, Bodoquena, Costa Rica e Jardim. Todas oferecem basicamente a mesma proposta de contemplação, preservação e respeito ao meio ambiente, mas cada qual com suas peculiaridades. No caso de Nenzing são as montanhas, o clima e a singularidade das paisagens europeias.

Passeios de bike nas montanhas, o verdadeiro mountain bike, um dos programas favoritos em Nenzing (Foto: Divulgação)Passeios de bike nas montanhas, o verdadeiro mountain bike, um dos programas favoritos em Nenzing (Foto: Divulgação)
Fazer caminhada nas montanhas, programação de verão, entre junho e setembro (Foto: Divulgação)Fazer caminhada nas montanhas, programação de verão, entre junho e setembro (Foto: Divulgação)

FRIOZINHO NA PRIMAVERA - Era final de abril de 2019 quando o canal de turismo Lugares Por Onde Ando, do Campo Grande News, localizou Maycon Felder em Nenzing. O inverno europeu já havia se despedido, mas ainda insistia em dar as caras em plena primavera austríaca. Foi uma semana com temperaturas na casa de 20 a 25 graus e queda entre 4 a 8 graus de sexta-feira para domingo.

“É difícil indicar uma época do ano mais propícia para visitar Nenzing. Depende muito do gosto da pessoa, porque na Áustria as quatro estações do ano são muito definidas. Quem gosta de ver flores tem que vir na primavera, entre abril e junho, quem gosta de esportes radicais, como mountain bike, caminhada nas montanhas e tirolesa, tem que vir no verão, entre junho e setembro, quem gosta de snowboard ou esquiar na neve tem que vir no inverno, entre dezembro e fevereiro até o início de março”, sugere ele.

Mas se a sua intenção for apenas conhecer a cultura do país e provar da culinária austríaca, a sugestão de Maycon Felder é o outono, de 21 de setembro a 20 de dezembro. É quando acontecem festas típicas todas as semanas e a semana toda com lojinhas que vendem objetos locais, bebidas e comidas típicas.

“Temos muitas opções. Depende do que a pessoa quer, se quer esquiar, se quer a tranquilidade das montanhas, curtir a natureza, praticar esportes radicais, os esportes de inverno, esportes de verão, o ciclismo, natação ou caminhadas nas montanhas”, ressaltou.

Maycon Felder com o casal de filhos e um dos lagos de Nenzing ao fundo (Foto: Arquivo pessoal)Maycon Felder com o casal de filhos e um dos lagos de Nenzing ao fundo (Foto: Arquivo pessoal)
Felder ao fundo na selfie com a esposa Viviane (Foto: Arquivo pessoal)Felder ao fundo na selfie com a esposa Viviane (Foto: Arquivo pessoal)

OS SABORES – Quem quiser tirar uma onda de experimentar comidas locais, saiba que quase tudo (para não dizer tudo) tem batata. Por exemplo, você pode optar por comer embutidos com chucrute, salsichas tirolesas, ensopados de carnes com batata assada ou o típico Schnitzel, um tipo de bife a milanesa.

Assim como a brasileira, a gastronomia austríaca é uma mistura de sabores. No caso da comida deles, a influência é alemã, italiana, turca, checa, húngara, judia e eslovaca. A lista de pratos tradicionais é extensa: Burgenland (enguia defumada), Blunzgrust (morcilha servida com batata), Kasnudl (massa fresca com queijo), Maischl (chouriço com batatas), Chucrut (puré de queijo com batatas), Gselchtes (porco defumado), Sachertorter (torta de chocolate), Apfelstrudel (torta de maçã) e Topfenstudel (torta de queijo branco com rum e passas).

No inverno Nenzing fica coberta de neve, época propícia para o snowboard, esquiar ou buscar o calor de uma boa lareira (foto: Arquivo pessoal)No inverno Nenzing fica coberta de neve, época propícia para o snowboard, esquiar ou buscar o calor de uma boa lareira (foto: Arquivo pessoal)

COMO CHEGAR EM NENZING - Não há voos diretos do Brasil para a Áustria. Você pode escolher viajar pelas companhias aéreas Swiss, TAP, Iberia, KLM, Air France e British Airways com conexão em Viena. Ao desembarcar no Aeroporto Internacional de Viena, o Flughafen Wien, a opção mais rápida de transporte é o trem da OBB (Austrian Railways), empresa pública de transporte ferroviário, até a estação Wien Hauptbahnhof, de onde partem os trens para Nenzing. O trajeto é feito em 20 minutos.

Isso se você resolver ir de trem, porque também tem as opções de ônibus, considerada a mais barata, ou de carro. Se for de trem, bom atentar para o fato de que não irá direto para Nenzing, e que a viagem tem um translado em Bludenz, uma cidade de 13 mil habitantes, distante 9 km. Chegando lá, só embarcar no trem que sai de hora em hora para curtir as belezas naturais de Nenzing.

Para quem curte montanhas, Nenzing é o paraíso, disse Felder, a cidade de montanhas por todos os lados (Foto: Arquivo pessoal)"Para quem curte montanhas, Nenzing é o paraíso", disse Felder, a cidade de montanhas por todos os lados (Foto: Arquivo pessoal)
Nenzing é um lugar de turismo ecológico, tem contemplação, preservação e respeito ao meio ambiente (Foto: Mrandck/Divulgação)Nenzing é um lugar de turismo ecológico, tem contemplação, preservação e respeito ao meio ambiente (Foto: Mrandck/Divulgação)

HISTÓRICO - Nascido em Pedro Gomes, a 307 km de Campo Grande, o hoje empresário na área da construção civil, Maycon Felder, filho de mãe austríaca e pai brasileiro, vive na Áustria desde os 12 anos de idade. A família materna, que havia se mudado para o Brasil após a Segunda Guerra Mundial (1939 a 1945), retornou para o país de origem em 1999.

“Minha mãe e meus avós maternos decidiram retornar para a Áustria, eu ainda era criança e vim com eles. Tenho dupla cidadania, sou nascido no Brasil, mas também sou cidadão austríaco”, contou ele em entrevista para o Canal Copa do Mundo da Rússia, do Campo Grande News, dia 10 de junho de 2018, logo após a vitória do Brasil por 3 a 0 no amistoso diante da Áustria, no Estádio Ernst Happel, em Viena.

Maycon Felder, a esposa Viviane, e amigos de Nenzing no amistoso do Brasil diante da Áustria em junho de 2018 em Viena (Foto: Paulo Nonato de Souza/Arquivo)Maycon Felder, a esposa Viviane, e amigos de Nenzing no amistoso do Brasil diante da Áustria em junho de 2018 em Viena (Foto: Paulo Nonato de Souza/Arquivo)



imagem transparente
Enquete

Faltam poucos dias para o fim da campanha. Vai tomar a vacina contra a gripe?

Sim

Não

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.