A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 17 de Agosto de 2019


16/04/2019 10:11

Cruzeiro Fluvial com aventuras, passeios e descobertas no Pantanal

Navio com serviços tudo incluso, hospedagem e contemplação da natureza sobe e desce o Rio Paraguai no período da Piracema

Paulo Nonato de Souza
O navio Kayamã é dotado de estrutura imponente com restaurante, salão social, cinema, piscinas, academia, bares e até elevador (Foto: Assessoria/Divulgação)O navio Kayamã é dotado de estrutura imponente com restaurante, salão social, cinema, piscinas, academia, bares e até elevador (Foto: Assessoria/Divulgação)

Cruzeiro Fluvial de ecoturismo no Rio Paraguai em plena época do ciclo das águas que alagam a planície pantaneira. A novidade no Pantanal sul-mato-grossense entre novembro de 2019 e fevereiro de 2020, proporcionará convívio com a natureza em caminhadas mata adentro e safáris de contemplação da fauna e da flora, passeios de bote, cavalgadas em fazendas, incursões por comunidades ribeirinhas e apreciação do pôr do sol pantaneiro.

É o que garante Joice Carla Santana Marques, a operadora do Cruzeiro Pantanal. Ela comanda uma frota de barco-hotel para pescadores (dez no total), que agora inclui um luxuoso navio categoria 5 estrelas batizado de Kayamã, equipado de 25 cabines para 50 pessoas, das quais 20 externas com varanda, e todas com ar condicionado, aparato indispensável para fazer frente a temperaturas na casa dos 40 graus.

E não é só isso. O Kayamã é dotado de uma estrutura imponente com restaurante, salão social, academia de ginástica, cinema, duas piscinas, dois bares, uma plataforma de embarque e desembarque para os passeios de bote e até um elevador de acesso aos quatro andares do navio.

“Criamos o Cruzeiro Fluvial para o turismo contemplativo do Pantanal, como alternativa econômica para a época da Piracema, entre novembro e fevereiro, que é quando a pesca está proibida nos rios de Mato Grosso do Sul”, disse Joice Carla Santana Marques.

A operadora comandada por ela tem os cruzeiros de pesca esportiva como principal produto há 19 anos. Já o cruzeiro de ecoturismo nas águas do rio Paraguai com embarque no Porto Geral de Corumbá foi lançado há quatro anos, mas só há dois anos, sempre no período da Piracema, está em atividade comercial ao custo médio de R$ 3.590,00 por pessoa no sistema all inclusive

“Antes de iniciar a comercialização foram dois anos de promoção e viagens testes. Atualmente nossos principais clientes são das regiões Sudeste e Sul, especialmente de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná”, revelou Luiz Ricardo Julião da Rocha, operador receptivo do Cruzeiro Pantanal.

As belas paisagens do Pantanal formam o cenário de contemplação por onde passa o navio (Foto: Assessoria/Divulgação)As belas paisagens do Pantanal formam o cenário de contemplação por onde passa o navio (Foto: Assessoria/Divulgação)
A parte superior do navio é um espaço de relaxamento com duas piscinas, uma de adulto e outra para crianças (Foto: Assessoria/Divulgação)A parte superior do navio é um espaço de relaxamento com duas piscinas, uma de adulto e outra para crianças (Foto: Assessoria/Divulgação)

Um roteiro que sobe o rio, outro que desce - São dois itinerários de aventura e contemplação pelo Pantanal. Um que desce o Rio Paraguai até a Estrada Parque, o Roteiro Terra, e o outro que sobe o rio até o Parque Nacional do Pantanal e a Serra do Amolar, o Roteiro Água, ambos com duração de 5 dias e 4 noites, incluindo uma noite em terra e três noites a bordo.

Encravada entre Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e a fronteira boliviana, a Serra do Amolar, distante 270 km de Corumbá, é considerada um dos mistérios do Pantanal, e um dos lugares preferidos pelos turistas.

“Nesta viagem o sossego e a natureza guiarão você na maior planície inundável do planeta. São mais de mil espécies de animais, entre mamíferos, répteis, aves e peixes em uma terra de encantos a ser desbravada”, diz o texto do panfleto de apresentação do Cruzeiro Fluvial.

O lembrete de quietude e calmaria no passeio dispensa o aviso de que durante a viagem o telefone celular será um mero equipamento fotográfico ou de filmagens. Você fica o tempo todo fora do ar e esteja com o bolso pronto para o caso de precisar fazer alguma chamada por satelite. O custo é de R$ 20 por minuto.

Com tantas aventuras, a fome é certa. Nas refeições não faltam comidas típicas pantaneiras (Foto: Debora Bordin)Com tantas aventuras, a fome é certa. Nas refeições não faltam comidas típicas pantaneiras (Foto: Debora Bordin)

O QUE LEVAR NA VIAGEM:

- Roupas leves de cores claras, confortáveis e adequadas ao Pantanal,
- Calças largas, camisetas de manga curta e longa
- Trajes de banho e calçados para praticar trilhas
- Máquina Fotográfica ou celular com bateria
- Chapéu ou boné e capa de chuva
- Protetor solar e repelentes
- Remédios de seu uso pessoal
- Cantil ou garrafa para levar água nos passeios

Passeio de bote no Rio Paraguai nas paradas do navio é um momento singular de convívio com a natureza (Foto: Debora Bordin)Passeio de bote no Rio Paraguai nas paradas do navio é um momento singular de convívio com a natureza (Foto: Debora Bordin)
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.