A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

07/12/2011 13:50

Fábrica de cachaça clandestina é fechada pela Decon no Nova Lima

Aline dos Santos

Local não tem registro do Ministério da Agricultura

A fábrica da aguardente Caninha Jóia foi fechada pela Decon (Delegacia do Consumidor) na manhã desta quarta-feira no bairro Nova Lima, em Campo Grande.

O proprietário foi preso por crime contra relação de consumo, o delito é inafiançável. A pena vai de dois a cinco anos de prisão.

O local, na rua Rodolfo Lima, não tem registro do Ministério da Agricultura para fabricar a cachaça. A pinga era vendida em três versões de sabor: pura, canela e abacaxi.

A bebida era colocada em garrafas long neck de cerveja. Os recipientes eram lavados em tonéis, com água suja. Em seguida, as garrafas ganhavam rótulo e tampas para ser comercializadas.

O dono da fábrica justifica que comprava a cachaça pura de uma pessoa que mora no interior do Estado. Ele alega que não a fabricava. A bebida era transportada em barril de óleo diesel. Contudo, era na fábrica que o liquido ganhava os sabores.



Muito interessante o código penal brasileiro , o sujeito faz uma pinga vagabunda sem licença , mas que , compra e bebe quem quer , vai preso e não tem direito a fiança . Aí um idiota fazendo racha com um superesportivo invade a calçada , mata um pedestre , paga uma fiancinha qualquer e vai pra rua ... no minimo discrepante isso
 
francisco duarte em 07/12/2011 04:16:25
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions