A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 16 de Novembro de 2018

13/07/2012 10:07

Até o apagar das luzes

Por João Bosco Leal (*)

Ainda com poucos anos de vida já somos capazes de nos apaixonar por outra criança, mesmo quando a vemos pela primeira vez em uma praça ou clube, onde os adultos nos levaram e encontraram conhecidos com filhos da nossa idade.

Independentemente de já o serem ou não, todas as pessoas certamente seriam muito mais felizes, se pudessem estar sempre apaixonadas, pois as paixões são o tempero da vida dos jovens e daqueles maduros que possuem prazer em.

Bem mais frequentes na juventude, uma fase em que a atração física é muito mais importante que detalhes como amizade, companheirismo e cumplicidade, só valorizados na maturidade, elas também podem ocorrer em outros períodos da vida.

Nos jovens provocam alegria, desejos e brilho nos olhos, fazem vibrar, fazer planos, ficar ansiosos, sentir arrepios e mostram detalhes, da vida e do outro, que antes sequer eram imaginados.

Nos mais velhos, remoçam, elevam a autoestima, causam admiração por alguma particularidade e mexem com todos aqueles sentimentos que já estavam adormecidos, mas que sempre desejaram reviver.

Em determinadas ocasiões, algumas paixões podem se transformar em algo bem maior e sublime, o amor, que apesar de muitos acharem que o conhecem, poucos chegam a realmente conhecer apesar de, como palavra, ser muito utilizada e bastante banalizada nos relacionamentos atuais.

Ele ocorre quando, sem esperar, passamos a querer alguém sem um motivo definido, uma explicação lógica, e sem levar em consideração a atração física, cor da pele, peso, idade, estatura ou bens materiais.

Sentimos desejos incontroláveis de telefonar para a pessoa amada simplesmente para ouvir sua voz, de lhe enviar mensagens carinhosas e frequentemente presenteá-la com coisas simples, sem nenhuma importância ou valor material, mas que a faça perceber que foi lembrada e que, por estar tentando fazê-la se sentir amada e feliz, você faz questão de que ela saiba disso.

É o sentimento mais profundo que uma pessoa pode sentir por alguém, o que mais se aproxima daquele que é sentido pelos pais em relação ao filho que acabou de nascer, e normalmente não é conhecido pelos mais jovens, que quando apaixonados, pensam estar amando.

Só bem mais tarde, quando já sabemos mais sobre o que realmente importa na vida, é que temos maior chance de realmente amar alguém.

Nessa fase já não procuramos as pessoas olhando para detalhes materiais, mas buscando alguém para ser nossa amiga, cúmplice, que esteja disposta a nos acompanhar em todas as ocasiões.

Alguém que estará do seu lado nos momentos de tristeza ou alegrias, com quem sentirá prazeres, pescará, assistirá filmes e peças teatrais, discutirá sobre educação de filhos ou enteados e que tenha a certeza de que sempre retribuiremos da mesma maneira.

A pessoa com quem planejará e realizará viagens, compartilhará desejos, sonhos e ambições, conversará sobre todos os temas e ao lado de quem gostaria de estar todos os dias, do despertar ao adormecer.

Só amamos de verdade, quando encontramos a pessoa ao lado de quem gostaríamos de estar até o apagar das luzes.

João Bosco Leal www.joaoboscoleal.com.br

(*) João Bosco Leal é jornalista, escritor e produtor rural.

Triste boa notícia
A leitura é um dos maiores prazeres da vida. Mergulhar fundo no mar de palavras de belezas naturais, que ficam maravilhosas quando juntadas com maest...
Fim do Ministério do Trabalho: avanço ou supressão de direitos?
Numa eleição marcada por antagonismos e forte polarização, todo ato do presidente eleito tem sido motivo de fortes críticas, com especial endosso e e...
Brasil — Vocação para o progresso
Nas comemorações dos 129 anos da Proclamação da República, reflitamos sobre o papel do Brasil no contexto mundial, que é também o de iluminar as cons...
Eu sou eu e...
A busca de orientação para nortear nossas vidas nos proporciona caminhos os mais variados. Na medida em que essa busca se realiza por meios que se ba...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions