A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Outubro de 2019

08/10/2018 12:53

É possível gerar felicidade

Por Adelino Cunha (*)

Todos nós, ao nível mais profundo, queremos ser felizes e estamos dispostos a fazer de tudo para conseguir. Mas se esta premissa é verdadeira, por que vemos tanta gente triste? Por que, algumas vezes, ficamos abatidos ou desiludidos com a carreira, com o emprego ou com a família?

Uma das razões para a infelicidade, desmotivação e frustração, em contexto de trabalho, é justamente a péssima capacidade de liderança e a falta de direção nas atitudes do cotidiano. Este padrão de comportamento gera um ambiente de grande desgaste e descontentamento nas organizações.

O pensamento e a postura do “deixa andar”, do “é o que há” ou do “sempre foi assim” são fatores que contribuem para tal infelicidade e frustração generalizada, que causa a perda de motivação.

Mas nada está perdido. É possível reverter essa situação. E esse poder está dentro de nós mesmos. No entanto, só acontece quando adotamos condutas que contribuam para um ambiente feliz e positivo. Isso compete a cada um de nós, e em nós como um todo, em contexto de sociedade.

Por exemplo, uma liderança que promete e cumpre, que é coerente com o que diz e faz, que dá bom exemplo. Uma pessoa que vive com quem quer e ama, com quem a faz feliz e a realiza. E que está junto porque quer construir um futuro, e não porque “tem de ser”. Uma escola que valoriza o empenho, o trabalho e é capaz de reconhecer o mérito.

Estes são apenas alguns exemplos de comportamentos, posturas e sistemas que ajudam a alinhar as pessoas com o melhor de si mesmas. O resultado são ambientes felizes. Este é o caminho que deve ser seguido.

Empresas felizes só são possíveis com pessoas felizes e realizadas. Por esse motivo, as instituições têm de estar atentas, muito além do que acontece dentro do ambiente de trabalho.

Muitos não conseguem melhorar o seu desempenho devido aos seus problemas pessoais. É uma ilusão pensar que é apenas dentro de uma empresa que se melhoram as pessoas. Para garantir e contribuir para a felicidade dos colaboradores, é preciso enxergar além dos espaços físicos. Busque também envolver a família mais próxima nesse processo de geração de felicidade.

Vale ressaltar que as empresas são formadas por pessoas. Empresas felizes só são possíveis com pessoas felizes e realizadas nas mais diferentes áreas das suas vidas. É hora de mudar o discurso do “é o que há” para o “sinto que vai ser”. Portanto, faça com que esse futuro seja construído a cada dia.

(*) Adelino Cunha é treinador eu tenho o poder. 

Um olho no peixe, outro no gato
O agro brasileiro poderia ser bem mais assertivo em sua comunicação com os mercados, aqui e no exterior. Falar mais das coisas boas que faz, seguindo...
Como transformar a nossa relação com a natureza?
Falar em meio ambiente não é algo abstrato. Se traduz no ar puro que respiramos, na água que bebemos e na fauna e flora que nos cercam. Somos depende...
Sem comunicação não há evolução
Os líderes do agronegócio hoje concordam que precisamos dialogar muito mais com a sociedade urbana, pois sem isso não teremos aderência nas necessida...
A Ciência e o desenvolvimento: o óbvio que deve ser lembrado
Um país só se desenvolve se tiver ciência sólida que se transforme em tecnologia empregada pelo setor produtivo. Isso tem sido sobejamente demonstrad...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions