A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Outubro de 2019

27/02/2019 06:31

Não podemos perder Bonito

Por Leonardo Avelino Duarte (*)

Em um domingo de sol, sem chuva, fui surpreendido com um vídeo enviado por um amigo que estava passando o fim-de-semana em Bonito, e se surpreendeu ao perceber que água do rio Formoso estava turva. “Não é mais como antigamente”, falava ele no vídeo, “A água não é mais transparente. Não dá para ver nada”.

Quando o turismo descobriu Bonito, no final dos anos 1990, logo percebeu o potencial inacreditável do lugar: grutas misteriosas, rios de águas cristalinas, formações rochosas de tirar o fôlego e vida selvagem abundante.

Não demorou e a cidade cresceu e prosperou, ganhou fama mundial e recebeu diversos prêmios internacionais, se tornando a número um em Mato Grosso do Sul em número de turistas recebidos, efetivamente incluindo o Estado no roteiro do turismo de aventura e de contemplação no Brasil.

Agora, justo quando Bonito entra em sua maioridade turística, enfrenta o seu maior desafio – seus rios cristalinos estão morrendo.

O que se percebe é que os rios Formoso e Prata, só para citar os dois, já há algum tempo apresentam águas turvas sempre que chove e, o que é ainda mais preocupante, mesmo quando não chove.

As razões da erosão e do turvamento são as de sempre: destruição das matas ciliares; agricultura sem curva de nível adequada; estradas e obras públicas e privadas edificadas perto demais dos rios e descaso.

O potencial de dano para a economia da cidade e do Estado é verdadeiramente desastroso. Ninguém que conheceu os rios transparentes de Bonito - que mesmo em dias de chuva forte mantinham a sua clareza e beleza - aceitará com facilidade o que está acontecendo na região.

E Bonito agora receberá milhares de pessoas para o Carnaval. Será que elas irão embora querendo retornar e falando bem da preservação da beleza local?

Mato Grosso do Sul não tem um bom histórico na preservação dos seus rios. O Taquari, tido no passado como um dos rios mais piscosos do mundo e hoje totalmente assoreado, é o maior exemplo. O rio Aquidauana encontra-se em situação crítica.

Os rios Miranda e Negro também apresentam problemas. Por outro lado, nosso Estado também praticamente só possui rede de esgoto na Capital, o que significa, na prática, que a sujeira de nossas cidades do interior, inclusive a de Bonito, é despejada na rede fluvial local.

Todas essas coisas não se apresentam positivamente para um Estado que se quer se apresentar como possuindo uma economia agropecuária verde, e com forte apelo turístico. É preciso agir, e é preciso fazê-lo de maneira rápida.

A prefeitura de Bonito, sua Câmara Municipal, o governo do Estado, o Ministério Público e demais instituições, além da população local, juntos, precisam enfrentar e solucionar a questão, antes que seja tarde.

Há exemplos de sucesso. Há vinte anos, alguém recuperou o Buraco das Araras, transformando um depósito de lixo em um verdadeiro viveiro de araras vermelhas, e criando mais um incrível ponto turístico local.

Se uma pessoa pôde fazer isso com o buraco das araras, certamente a comunidade, unida e assumindo a sua responsabilidade, poderão salvar os rios cristalinos da região. Não podemos perder Bonito.

(*) Leonardo Avelino Duarte é advogado e professor universitário, fundador da ecorede BIOFACES.

Antônio Baiano – Um Gigante
Roseli Marla, minha cunhada querida, neste momento de profunda tristeza que todos estamos vivendo com a morte prematura do nosso querido Antônio Baia...
Projeto de lei pretende punir quem ocultar bens no divórcio
Quem milita na área do Direito de Família está, infelizmente, mais do que acostumado a se deparar com inúmeros expedientes para fraudar o direito à m...
Internet, Vínculos e Felicidade
A cada dia estamos passando mais tempo em celulares e computadores. Tanto que muitas vezes, quando maratonamos seriados, até a televisão pergunta: "t...
Origem espiritual da Profecia
Em minha obra Os mortos não morrem, transcrevo estudos abalizados e relatos interessantíssimos sobre a realidade da vida após o fenômeno chamado mort...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions