A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Outubro de 2019

06/11/2013 16:56

O avanço tecnológico no campo e a transformação da atividade rural

Por André Faro (*)

 

Nos últimos anos, temos acompanhado uma expansão do agronegócio no Brasil. Estimativas da Confederação Nacional de Agricultura e Pecuária (CNA) apontam que, em 2012, o PIB desse segmento foi de R$ 989 bilhões e a previsão é que neste ano seja alcançado o número de R$ 1,038 trilhão. Com isso, deveremos registrar um crescimento de 5% e o segmento vai responder por 23% de toda a riqueza gerada em nosso país. Além disso, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos faz projeções de que o Brasil se transforme, no próximo ano, no maior produtor e exportador mundial de soja.

Todos esses números nos dão a certeza de que estamos falando de um mercado promissor e que ainda renderá muitos lucros para a economia nacional. Aliado a tudo isso, temos que olhar também para a evolução da tecnologia no campo. Atualmente, já é possível mecanizar cada etapa do processo produtivo. Existem no mercado opções como grandes colheitadeiras com multifunções, até equipamentos portáteis para atender a demanda do pequeno e médio agricultor.

Um bom exemplo é uma plantação de café, que diante da mão de obra cada vez mais escassa, tem recorrido a soluções para todas as fases do processo, passando pela derriça, esqueletamento, limpeza e varrição de ruas entre as plantações.

Esse processo de modernização no campo tem se intensificado desde 1950. De lá para cá foi desenvolvida uma série de novos procedimentos técnicos e maquinários. A proposta é promover um aumento da produtividade, levando em consideração a redução de custos operacionais e o desgaste físico dos trabalhadores do campo.

Até mesmo em uma pequena propriedade, destinada à agricultura familiar, encontramos uma variedade de máquinas que tornaram o dia a dia mais fácil. Afinal, são esses os produtores responsáveis pelo cultivo de cerca de 70% dos alimentos consumidos no país.

A tecnologia se transformou em uma ferramenta indispensável no campo, pois não existirá crescimento sem a modernização dos processos. Por isso, com o passar dos anos, encontraremos soluções cada vez mais eficientes e sustentáveis, como os sistemas capazes de reduzir as emissões de poluentes na atmosfera e de diminuir o consumo de combustível, por exemplo. Graças a tudo isso, o Brasil já é uma das grandes potências do agronegócio mundial e certamente ainda alcançaremos números muito melhores com investimentos em inovação e tecnologia no campo.

(*) André Faro é gerente de vendas nacional da Husqvarna, multinacional sueca líder em equipamentos para o manejo de áreas verdes.

Compliance: benefícios práticos nas empresas
Um dos principais patrimônios de uma organização é, sem dúvidas, sua reputação, que pode ter impacto tanto positivo como negativo nos negócios. Indep...
Um olho no peixe, outro no gato
O agro brasileiro poderia ser bem mais assertivo em sua comunicação com os mercados, aqui e no exterior. Falar mais das coisas boas que faz, seguindo...
Como transformar a nossa relação com a natureza?
Falar em meio ambiente não é algo abstrato. Se traduz no ar puro que respiramos, na água que bebemos e na fauna e flora que nos cercam. Somos depende...
Sem comunicação não há evolução
Os líderes do agronegócio hoje concordam que precisamos dialogar muito mais com a sociedade urbana, pois sem isso não teremos aderência nas necessida...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions