ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEXTA  30    CAMPO GRANDE 18º

Cidades

Após disputa, empresa fará obra de R$ 3,5 milhões no Aquário

Foram necessárias três licitações para esta etapa da obra, em função de problemas com documentos e impugnações

Por Leonardo Rocha | 26/03/2020 09:57
Obra do Aquário do Pantanal, em Campo Grande (Foto: Arquivo)
Obra do Aquário do Pantanal, em Campo Grande (Foto: Arquivo)

Após disputa com mais duas concorrentes, com direito a pedido de impugnação, a empresa Aluminun Comunicação Visual firmou contrato para obra de conclusão de forro e monocapa no Aquário do Pantanal, que vai custar R$ 3,5 milhões. Esta é mais uma etapa do projeto, que teve retorno no ano passado.

No dia 11 de março foi feita a abertura das propostas para esta fase da obra, que tinha previsão inicial de custar R$ 4,434 milhões para os cofres estaduais.  Nesta oportunidade, a Salver Construtora apresentou o valor de R$ R$ 3.533.333,00 e a Alubond, R$ 4,5 milhões. A (empresa) Aluminun tinha apresentado valor superior as concorrentes.

Entretanto pela regra do certame, a Aluminun poderia apresentar uma “contraproposta”, por se tratar de uma empresa de pequeno porte. Assim, ela ofereceu o valor de R$ 3,5 milhões para realizar os procedimentos, sendo aceito pela comissão de licitação. A Alubond chegou a apresentar um pedido de impugnação, no entanto este foi rejeitado.

Esta foi a terceira tentativa para concluir a licitação (forro e monocapa), que tinha sido lançada em dezembro do ano passado. O impasse foi em relação a apresentação de documentos das empresas interessadas.

Esta fase da obra prevê o fornecimento e instalação de calhas, fabricação e instalação de monocapas externa e interna, especificando estrutura auxiliar do forros do auditório, e biblioteca. O orçamento também engloba serviços gerais de canteiro, limpeza e administração local. O projeto para finalizar o Aquário do Pantanal foi retomado no final do ano passado, após passar por entraves judicias.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário