ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUINTA  21    CAMPO GRANDE 26º

Cidades

Aposentado que morreu após queda de triciclo é sepultado em Campo Grande

Consolo para família é saber que pai realizou maioria dos sonhos antes de partir

Por Lucia Morel e Ana Beatriz Rodrigues | 16/09/2021 16:03
Enterro de Ramão, que era "corintiano roxo". (Foto: Paulo Francis)
Enterro de Ramão, que era "corintiano roxo". (Foto: Paulo Francis)

Aos 64 anos, Ramão Heitor Cristaldo já havia realizado seus principais sonhos e para o filho dele, Rone Cristaldo, é isso que conforta a família. Morto depois de acidente em Aquidauana, ontem à tarde, o quadriciclo que Ramão conduzia caiu sobre ele em ponte na região de Piraputanga, em Aquidauana.

O aposentado morava em Campo Grande e mantinha uma pequena chácara na cidade vizinha, comprada há cerca de um ano e meio com a ajuda do filho. Este era um dos sonhos que ele conseguiu realizar. Construtor, Ramão ia de 15 em 15 dias para o sítio, onde estava montando a casa e a cerca da propriedade.

“Faz pouco tempo que ele conseguiu comprar esse quadriciclo. Ele comprou pra facilitar o trânsito de uma fazenda pra outra. Tinha essa ponte de madeira no caminho e ele não viu que uma tábua estava solta. Ele de desequilibrou, caiu da ponte e o quadriciclo em cima dele”, contou Rone. Ainda com vida, foi o próprio Ramão quem gritou por socorro, sendo atendido por um vizinho.

Em estado grave e com muitas fraturas, o aposentado precisava ser transferido para Campo Grande, mas no caminho para a Capital, em ambulância, já na cidade de Terenos, ele acabou sofrendo uma parada cardíaca.

Segundo Rone, além da chácara, o pai realizou ainda os sonhos de ver os filhos “bem de vida”, os netos e um jogo do Corinthians ao vivo. “Meu pai era um senhor gentil e com o coração enorme, corintiano roxo. É isso que vai ficar do meu pai”, ressaltou o filho, que é sargento do Exército. Ele deixa esposa, dois filhos e três netos.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário