A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 23 de Agosto de 2019

02/07/2019 16:46

Bolsonaro e Moro repassam R$ 1,5 milhão em equipamentos da Força Nacional a MS

Solenidade nesta quarta-feira formaliza entrega de veículos, armas e munições às forças policiais do Estado

Humberto Marques
Titular da Sejusp, Antônio Carlos Videira estará em Brasília para receber equipamentos. (Foto: Arquivo)Titular da Sejusp, Antônio Carlos Videira estará em Brasília para receber equipamentos. (Foto: Arquivo)

Mato Grosso do Sul vai receber nesta quarta-feira (3) cerca de R$ 1,5 milhão em bens –entre armamentos, equipamentos e veículos– doados pela Força Nacional de Segurança Pública. O repasse, um dos vários a serem realizados para Estados, será formalizado às 14h (de MS) na Praça dos Três Poderes, em Brasília, em solenidade na presença do presidente Jair Bolsonaro, do ministro Sergio Moro (Justiça) e do secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Antônio Carlos Videira.

“As doações fazem parte de um convênio com o Ministério da Justiça e Segurança Pública, que prevê a cedência de policiais civis, militares e agentes penitenciários, entre outros, do Estado para atuarem na Força Nacional e, em contrapartida, serão destinados diversos benefícios à Sejusp”, explicou Videira. O repasse total será de R$ 1.507.205,20.

A agenda em Brasília terá início pela manhã, quando os secretários estaduais de segurança participarão de reuniões com representantes da Senasp (Secretaria Nacional de Segurança Pública), Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Depen (Departamento Penitenciário Nacional), Seopi (Secretaria Especial de Operações Integradas) e Senad (Secretaria Nacional Antidrogas).

A Senasp afirma que as doações são resultado da conclusão do inventário anual de bens da Força Nacional, que identifica materiais de consumo, bélicos e viaturas que podem ser repassados em entrega “extra-legado”. Entre os equipamentos, o Estado receberá três picapes (avaliadas em R$ 82,2 mil cada), espingardas e carabinas, pistolas, cartuchos, munições e projéteis, tonfas e cacetetes, terminais de dados e coletes balísticos, entre outros.

Na agenda, Videira também pretende ampliar discussões sobre outro convênio, no qual o governo estadual assumiu responsabilidade sobre a fiscalização e punição por crimes transnacionais –como tráfico e contrabando–, mas que aguarda contrapartidas financeiras para arcar, por exemplo, com o custo dos presos por tais ilícitos no sistema prisional.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions