ACOMPANHE-NOS    
ABRIL, SEXTA  10    CAMPO GRANDE 20º

Cidades

Com núcleos de inteligência, Sejusp cumpriu 86% das metas no ano

Levantamento da pasta foi apresentado no chamado contrato de gestão, onde se avaliam as metas cumpridas no ano

Por Leonardo Rocha | 31/12/2018 16:05
Delegado João Eduardo Davanço (esquerda), ao lado do chefe da Polícia Civil, Marcelo Vargas e do secretário Antônio Carlos Videira (Foto: Regiane Ribeiro/ Sejusp)
Delegado João Eduardo Davanço (esquerda), ao lado do chefe da Polícia Civil, Marcelo Vargas e do secretário Antônio Carlos Videira (Foto: Regiane Ribeiro/ Sejusp)

Em seu balanço de 2018, a Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública) conseguiu cumprir 86% das metas fixadas no começo do ano, no chamado “contrato de gestão”, feito entre o secretário estadual de Segurança, Antônio Carlos Videira, com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB). O destaque ficou para criação de 11 núcleos regionais de inteligência, que são aptas para realizar interceptações telefônicas. 

No balanço divulgado pela pasta ainda aparece que a obra do Complexo Penitenciário da Gameleira em Campo Grande, que vai gerar 603 novas vagas para o sistema penitenciário, já está segundo o governo estadual, 99% finalizado, restando pouco para ser entregue em 2019.

Outras ações entraram o levantamento como as novas viaturas e pessoal para atuar nas seções comunitárias do Corpo de Bombeiros, mas ficaram faltando as unidades de Ribas do Rio Pardo e Rio Verde, porque segundo o executivo os prefeitos não disponibilizaram os imóveis para implantação.

Também foram disponibilizadas 2 mil tornozeleiras eletrônicas ao Poder Judiciário, para ajudar na implantação das penas alternativas. Já as 144 (novas) vagas no Estabelecimento Penal Masculino em Coxim ainda não foram entregues porque precisa finalizar a parte elétrica e pintura do local.

Detran – Das propostas previstas ao Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito), que fica na estrutura da Sejusp, foram entregues o aplicativo “Detran mobile”, que permite o pagamento de multas e taxas dos veículos, além da consulta de pontuação da carteira de motorista, além como o “núcleo” de informações estratégicas da entidade.

O secretário estadual de Governo, Eduardo Riedel, também citou que a segurança pública conseguiu dados importantes, como diminuir os índices de criminalidade em Mato Grosso do Sul. Para segunda gestão, Antônio Carlos Videira vai continuar a frente do cargo. Uma das pautas nacionais é a “blindagem” da região de fronteira, com ajuda do governo federal.