ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, SEXTA  05    CAMPO GRANDE 23º

Cidades

Com período de estiagem, queimadas no Estado aumentam em 133%

Do dia 1º até 24 de março foram registradas 662 ocorrências no Estado; no mesmo período do ano passado foram 284

Por Maressa Mendonça | 29/03/2020 14:35
Bombeiros combatem incêndio em vegetação (Foto: Arquivo/Campo Grande News)
Bombeiros combatem incêndio em vegetação (Foto: Arquivo/Campo Grande News)


O número de focos de queimadas registrados pelo Corpo de Bombeiros este mês teve aumento de 133% em relação ao mesmo período do ano passado. Segundo eles, até a última quarta-feira (25), 662 ocorrências foram registrados em Mato Grosso do Sul. No mesmo intervalo de  2019 tinham sido contabilizados 284 focos.

A maior parte das queimadas registradas neste período ocorreu em Campo Grande, onde foram atendidos 406 casos. Os outros 256 foram nas cidades do interior do Estado e, em ambos os casos, os incêndios foram provocados.

A explicação para este aumento de ocorrências está relacionada com as altas temperaturas e baixo volume de chuvas que favorecem os incêndios em vegetação. Com base nisto, os bombeiros emitiram um alerta sobre cuidados que precisam ser tomados para evitar o problema.

O primeiro deles é o de não queimar resíduos em terrenos baldios ou descartar lixo em vegetação. Outro alerta tem relação com o descarte de objetos inflamáveis, como é o caso das pontas de cigarro que ao entrar em contato com o mato seco podem acabar causando um incêndio.

“Pedimos que a população tenha atenção especial no trato do lixo, não queimando resíduos em terrenos baldios, não descartando resíduos em lugares de vegetação, principalmente objetos de alta inflamabilidade”, declara a major do Corpo de Bombeiros, Cláudia Karoline.