ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, SEGUNDA  29    CAMPO GRANDE 22º

Cidades

Compaixão permite novos órgãos a 5 pacientes e 12 captações em dois dias

Por Lucia Morel | 22/11/2021 17:21
Equipe em cirurgia de captação de órgãos. (Foto: Santa Casa)
Equipe em cirurgia de captação de órgãos. (Foto: Santa Casa)

Em dois dias, a Santa Casa de Campo Grande captou 12 órgãos de três doadores. A OPO (Organização de Procura de Órgãos) do hospital contou com a compaixão das famílias dos falecidos para garantir sobrevida e melhor qualidade de vida a pacientes em Belo Horizonte (MG), Brasília (DF) e Porto Alegre (RS), além da Capital.

Segundo assessoria de imprensa da unidade hospitalar as doações ocorreram entre sábado e domingo, sendo uma captação no sábado e duas no dia seguinte. A primeira foi de paciente de 49 anos que teve morte encefálica após AVC (acidente vascular cerebral) hemorrágico. Nesse caso, as córneas foram coletadas.

As outras foram de doador de 64 anos que doou córneas que ficaram no banco de Olhos da Santa Casa; fígado que foi para Belo Horizonte e rins levados para Porto Alegre; e de paciente de 66 anos de quem foram captados rins, fígado e córneas. O fígado foi enviado para Brasília e rins para Porto Alegre. As córneas que permaneceram na Capital.

A médica coordenadora da OPO, Patrícia Berg, destacou que o maior desafio em todo o processo da doação é a comunicação com a família. “Dar uma má notícia em um momento tão particular é desafiador e o acolhimento faz toda a diferença. Ajudá-los a entender que diante disso é possível ajudar outras pessoas é muito empático. E neste final de semana tivemos um resultado muito positivo”, comentou.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário