ACOMPANHE-NOS    
ABRIL, TERÇA  13    CAMPO GRANDE 25º

Cidades

Consórcio fará reforma de pistas do aeroporto da Capital por R$ 19 milhões

Consórcio formado por empresas de MG será responsável por reforma e adequação de pistas de táxi e dos pátios das aeronaves

Por Silvia Frias | 22/12/2020 08:51
Pistas "A" e "F", à direita, serão reformadas pelo consórcio de MG (Foto/Reprodução)
Pistas "A" e "F", à direita, serão reformadas pelo consórcio de MG (Foto/Reprodução)

O consórcio CG, de Belo Horizonte (MG), foi a empresa definida para reforma e adequação da pista de táxi e dos pátios das aeronaves do Aeroporto  Internacional de Campo Grande. O contrato é de R$ 19,750 milhões.

O nome da empresa foi divulgado no extrato de contrato publicado hoje (22) no Diário Oficial da União. Serão reformadas as pistas usadas para taxiamento das aeronaves “A” e “F”, e dos pátios de aeronaves 1 e 2.

Pela definição da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), a pista de táxi é a área destinada para circulação das aeronaves, entre as pistas de pouso e decolagem.

O prazo de vigência é de 565 dias, a partir da assinatura da ordem de serviço, sendo 355 para execução dos trabalhos, 90 para emissão do termo de recebimento e 120 dias para pagamento final da execução de obras/serviços.

Obra deve durar 355 dias, a contar da assinatura da ordem de serviço (Foto: Henrique Kawaminami)
Obra deve durar 355 dias, a contar da assinatura da ordem de serviço (Foto: Henrique Kawaminami)

O consórcio é formado pelas empresas Dalba Engenharia e Empreendimentos Ltda e Celta Infraestrutura Ltda e foi consagrado vencedor após análise de proposta feita pela comissão de licitação da Infraero, em 16 de novembro.

Pelo edital, o projeto de reforma e adequação prevê compactação de aterro, recapeamento asfáltico, instalação de luminária de balizamento e pintura de faixas.

A partir da assinatura da ordem de serviço, o consórcio terá prazo de 15 dias a entrega de documento chamado Garantia de Cumprimento de Contrato, correspondente a 5% do valor global da negociação.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário