ACOMPANHE-NOS    
JULHO, QUINTA  29    CAMPO GRANDE 15º

Cidades

Corregedoria do MPT já investiga servidor por desvio de dinheiro

Ao todo, cinco mandados de busca e apreensão foram cumpridos na Capital e em Anastácio

Por Lucia Morel e Aline dos Santos | 25/02/2021 16:19
Polícia Federal na sede da Seleta hoje de manhã. (Foto: Henrique Kawaminami)
Polícia Federal na sede da Seleta hoje de manhã. (Foto: Henrique Kawaminami)

Membro do MPT (Ministério Público do Trabalho) de Mato Grosso do Sul é investigado por peculato – quando servidor público desvia dinheiro para benefício próprio – e a corregedoria do órgão no Estado já investiga o servidor em procedimento próprio que corre em caráter sigiloso.

Nesta manhã, a Polícia Federal esteve na sede da Seleta (Sociedade Caritativa e Humanitária), em Campo Grande e na RessoArte (Instituto de Arte, Cultura e Desenvolvimento), em Anastácio, onde foram cumpridos mandados de busca e apreensão. Ao todo, cinco mandados foram aplicados nas duas cidades.

Conforme a corregedoria do MPT em MS, “a instituição apoia e colabora com a atuação dos referidos procuradores”, citando procuradores regionais da República na 3ª Região (São Paulo), Leonardo Cardoso de Freitas e José Roberto Pimenta Oliveira.

As apreensões cumpridas esta manhã foram solicitadas pelo MPF (Ministério Público Federal) ao TRF3 (Tribunal Regional Federal na 3ª Região) depois de identificado “desvio de valores a partir de má conduta funcional por parte de membro” do MPT/MS, envolvendo a Seleta e a RessoArte.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário