ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SÁBADO  25    CAMPO GRANDE 27º

Cidades

Cupertino "nasceu" de novo em MS com certidão de “falsidade absoluta", alega TJ

A partir da certidão de nascimento, Cupertino fez inacreditável farra de documentos, com direito a CPF e título de eleitor

Por Aline dos Santos | 06/11/2020 11:55
Certidão de Nascimento de Manoel Machado da Silva, personagem inventado por Paulo Cupertino para se esconder da polícia. (Foto: Reprodução)
Certidão de Nascimento de Manoel Machado da Silva, personagem inventado por Paulo Cupertino para se esconder da polícia. (Foto: Reprodução)

De aniversário nesta sexta-feira (dia 6), o personagem Manoel Machado da Silva, que oculta Paulo Cupertino da Silva, nasceu em Rio Brilhante com base em documento apontado como de “falsidade absoluta”. Ele está foragido desde junho do ano passado após matar três pessoas em São Paulo: o ator Rafael Miguel, 22 anos, e seus pais João Alcisio e Miriam Selma.

A farsa sobre Manoel Machado da Silva - que deixa muitas perguntas sem respostas sobre como um foragido tem coragem de ir a órgãos públicos em busca de documentos e o refinamento de não abrir mão nem de título de eleitor- começou a ruir em 27 de outubro.

Na ocasião, foi revelado que ele fez carteira de identidade em Jataizinho, no interior do Paraná. A ficha de identificação para emissão do RG já trazia a data de nascimento em 6 de novembro de 1970, em Rio Brilhante.

No entanto, de acordo com a Corregedoria-Geral de Justiça, do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), informações preliminares prestadas pelos delegatários do cartório ao juiz diretor do Foro apontam que esta certidão sequer foi expedida pelos cartórios de Rio Brilhante. “Se trataria então de uma falsidade absoluta”. Foi aberto procedimento para acompanhar a situação.

Já no Paraná, a explicação para o RG é de que não há um sistema interligado dos institutos de identificação. Ou seja, abre brecha para fazer, em órgão oficial, carteira de identidade em outros Estados, com novo nome, filiação e data de nascimento.

Paulo Cupertino está foragido desde junho de 2019, após matar três pessoas em São Paulo.
Paulo Cupertino está foragido desde junho de 2019, após matar três pessoas em São Paulo.

“Imediatamente nós cancelamos esse RG. Fizemos consulta ao cartório de Rio Brilhante, em Mato Grosso do Sul, que constatou também que esse documento utilizado para realização do RG, ou seja, a certidão de nascimento em nome de Manoel Machado da Silva era falso”, diz o diretor do IIPR (Instituto de Identificação do Paraná), delegado Marcus Vinicius Michelotto.

O delegado detalha que, no Paraná, a segurança é de que uma pessoa não possa fazer duas carteiras de identidade. “Porém, como ele nunca teve RG no Estado do Paraná, ele conseguiu, através do uso de certidão de nascimento, fazer esse documento”.

A carteira de identidade só foi descoberta porque, em agosto deste ano, a Polícia Civil de São Paulo solicitou uma análise no banco de dados do Instituto de Identificação do Paraná.

“Fizemos um trabalho de pesquisa, checando todo o nosso banco de dados e encontramos o RG em nome de Manoel Machado da Silva e que confirmamos ter sido feito pela pessoa de Paulo Cupertino através do confronto das digitais e confronto facial”, explica o diretor do IIPR.



CPF e título de eleitor – Enquanto o mais comum para quem está em fuga é comprar documentos falsificados no “mercado paralelo”, Paulo Cupertino fez em Ponta Porã, na fronteira com o Paraguai, CPF (Cadastro de Pessoa Física) e título de eleitor. O nome é falso, mas os documentos foram emitidos pela Receita Federal e Justiça Eleitoral.

A Receita Federal informou somente que o CPF em nome de Manoel foi cancelado e a Corregedoria investiga o caso. Cinco dias após matar o ator e seus pais, crime ocorrido em 9 de junho de 2019, Cupertino conseguiu passar pela biometria e fazer o novo título de eleitor.

Conforme a Justiça Eleitoral, o foragido só fez processo de biometria porque seu título original apresentava diferença de dados e não tinha ainda passado pelo cadastro biométrico.

Para fazer o título de eleitor, é necessário comparecer ao cartório eleitoral da cidade com documentos pessoais e comprovante de residência, além de passar pelo processo de biometria. O caso está sob investigação da Corregedoria-Geral do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) .

Vida no campo – Por cerca de oito meses, Cupertino morou na zona rural de Eldorado. Ele fugiu no último dia 27 quando foi revelada sua nova identidade.

 O delegado Pablo Ricardo Campos dos Reis, da Polícia Civil de Eldorado, afirma que Cupertino foi reconhecido, após a divulgação de seu novo nome. A polícia foi informada, mas ele já havia fugido.

“Nós fizemos o levantamento das informações e fotos do Cupertino em Eldorado e repassamos à Polícia Civil de São Paulo”, afirma o delegado.

A equipe do DHPP (Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa) de São Paulo foi à cidade, mas o foragido tinha fugido. Desde então, mantém o status de foragido e na lista dos mais procurados pela polícia de São Paulo.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário