ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, QUINTA  03    CAMPO GRANDE 23º

Cidades

Depois de um dia sem óbitos, Campo Grande confirma cinco mortes por covid

Outras seis mortes foram registrados em cidades do interior de Mato Grosso do Sul; são 1.581 óbitos desde o início da pandemia

Por Guilherme Correia | 29/10/2020 11:22
Profissionais de saúde na Santa Casa de Campo Grande, um dos hospitais referência contra covid-19 no Estado (Foto: Marcos Maluf/Arquivo)
Profissionais de saúde na Santa Casa de Campo Grande, um dos hospitais referência contra covid-19 no Estado (Foto: Marcos Maluf/Arquivo)

Com 410 novos infectados e 11 óbitos pela covid-19 nas últimas 24 horas, Mato Grosso do Sul chega a 81.443 casos confirmados e 1.581 mortos desde o início da pandemia. Na quarta-feira (28), Campo Grande não registrou falecimentos, enquanto hoje foram cinco divulgados em transmissão da SES (Secretaria Estadual de Saúde).

A Capital confirmou morte de três idosas, de 89, 88 e 72 anos, além de dois homens, de 68 e 40 anos. Em meio ao "vai e vem" dos números do novo coronavírus no Estado, Ponta Porã registrou morte de uma idosa, de 108 anos, que era hipertensa - vítima mais velha registrada até o fechamento dos dados desta manhã (29), e uma das com maior idade no geral.

O secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, pediu para que a população "fique vigilante", sobretudo em época eleitoral. "As autoridades não podem fingir que cuidam e o povo fingir que está seguindo as orientações, os restaurantes e bares [fingirem] que estão fechando. O único que não 'tá fingindo' é o vírus. Que vocês possam seguir à risca o que está comprovado cientificamente, que são os únicos instrumentos que temos", alerta.

Estamos vivenciando a época de campanha eleitoral. A gente já pediu na Justiça Eleitoral para que se tome as medidas de biossegurança necessárias em época de eleição. Reuniões precisam ter espaçamento adequado, precisam de ter todos usando máscaras. Precisam ter o álcool em gel para ser passados nas mãos. Precisam de ter todos os protocolos que nós estamos endereçando", ressaltou Resende durante coletiva nesta manhã (29).

Resende ainda alertou para possibilidade de uma "segunda onda" da doença no País e Estado, já que países europeus como Espanha, Alemanha ou Portugal têm sentido uma nova investida do vírus. "A gente espera as vacinas (...) para que a gente possa enfrentar esse vírus perigoso".

Boletim atualizado - Coxim confirmou morte de duas vítimas, além de Jardim (1), Bandeirantes (1)  e Ladário (2). Atualmente, 303 pacientes ocupam leitos hospitalares em Mato Grosso do Sul para se tratarem da doença causada pelo novo coronavírus.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário