ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, TERÇA  01    CAMPO GRANDE 29º

Cidades

Assassino de ator que fez documentos em MS segue foragido

Paulo Cupertino trocou de nome, com certidão de nascimento em Rio Brilhante e CPF de Ponta Porã

Por Aline dos Santos | 28/10/2020 11:31
Fotos dois documentos: à esquerda como Paulo Cupertino e à direita como Manoel. (Foto: Reprodução)
Fotos dois documentos: à esquerda como Paulo Cupertino e à direita como Manoel. (Foto: Reprodução)

Foragido desde junho de 2019 e com indícios de passagens por Mato Grosso do Sul para fazer documentos, a Polícia Civil do Paraná chegou a divulgar na manhã de hoje a prisão de Paulo Cupertino Matias. De acordo a Band News TV, o homem que matou o ator Rafael Miguel e os pais teria sido preso em Centenário do Sul. Mas no início da tarde a informação foi corrigida. (Por isso está reportagem foi editada assim que a comunicação do erro foi feita pela Polícia de São Paulo)

Os vestígios da passagem do assassino Paulo Cupertino Matias por Mato Grosso do Sul e Paraná vieram à tona com a descoberta de documentos emitidos por órgãos oficiais, onde apresentou nome falso de Manoel Machado da Silva.

O uso de nome falso para se esconder foi descoberto com a identificação de RG feito em Jataizinho, no interior do Paraná. Enquanto Paulo nasceu em São Paulo, no dia 24 de agosto de 1970. “Manoel” nasceu em Rio Brilhante,  em 6 de novembro de 1970.

Nesta quarta-feira (dia 28), o cartório justificou que a lei de proteção de dados  proíbe a divulgação de informações, mas que elas foram repassadas para autoridades competentes. Em Rio Brilhante, a Polícia Civil não tem nenhum tipo de investigação sobre o episódio.

A Receita Federal informou que o CPF em nome de Manoel foi cancelado e a Corregedoria investiga. Os  institutos de identificação no Brasil não são interligados.

Rafael Miguel e os pais dele foram assassinados a tiros no dia 9 de junho de 2019. A família foi surpreendida por Cupertino ao chegar à casa da namorada do ator, filha do comerciante. O pai da jovem não aceitava o relacionamento.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário