ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, QUARTA  19    CAMPO GRANDE 26º

Cidades

Em MS, 18% da população continua sem energia após temporal de sexta

Moradores já perderam produtos perecíveis na geladeira e não têm prazo da Energisa para restabelecer serviço

Por Gabriela Couto, Guilherme Correia e Nyelder Rodrigues | 18/10/2021 12:02
No Nova Lima, árvore caiu sobre fiação elétrica, deixando moradores sem energia há três dias. (Foto Direto das Ruas)
No Nova Lima, árvore caiu sobre fiação elétrica, deixando moradores sem energia há três dias. (Foto Direto das Ruas)

Mesmo após três dias do temporal que devastou parte de Mato Grosso do Sul, muitos moradores da Capital e do interior continuam sem energia. Ao todo, 18% do fornecimento do serviço continua interrompido de forma pontual.

Um dos moradores que sofre com a falta de abastecimento é William de Almeida Pereira, 38 anos, da Vila Sobrinho. "Já veio três equipes aqui. Não sei se é devido a complexidade do atendimento. Fui atrás de uma das viaturas e falaram que vão resolver. São várias quadras sem energia. Inclusive, temos uma vizinha acamada que precisa de oxigênio e hoje, vimos que uma equipe do Samu teve que vir dar suporte para ela."

Ele ainda conta que uma árvore próxima da residência continua caída. "Perdemos tudo na geladeira. Carrego o celular no carro e banho é gelado. Fiz quatro chamadas na Energisa e nenhuma foi atendida até agora. Tá todo mundo extremamente revoltado. À noite, é só à base de lanterna e vela acesa. Para cobrar eles são rápidos, mas até agora não conseguiram resolver", lamentou.

Na Vila Progresso, a situação da moradora Laura Pereira Ximenes, de 40 anos, é a mesma. A transmissão foi interrompida na casa de um casal de idosos na Rua Aristóteles, após uma mangueira atingir a fiação da via pública. “Estão há três dias sem energia, tem animais e uma criança especial na casa”.

Moradores da região do Bairro Vila Olinda, nas proximidades da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), também relatam que continuam sem energia. A mesma situação nos bairros Los Angeles, Jardim Inápolis, Jardim Ouro Preto, Jardim Paulista, Vila Bandeirantes, Nova Lima, Jardim Sumatra e Lageado.

Paulo Roberto Santos, diretor técnico-comercial da Energisa, pediu a compreensão da população durante evento da Prefeitura. "Peço que as pessoas tenham paciência e não interfiram na rede, pois o problema pode aumentar e chegar até a mortes. Portanto, reforço esse pedido de paciência, pois é uma situação bastante atípica", destacou.

A Energisa informa que com a mobilização de colaboradores e o aumento do número de equipes em dez vezes, 82% dos clientes de Mato Grosso do Sul, afetados pela falta de energia ocasionada pelo temporal, já tiveram sua energia normalizada. Por hora, a Energisa tem executado 15 vezes mais ordens de serviço do que o habitual.

Desde a madrugada, as equipes seguem trabalhando durante todo o dia para continuar reduzindo o número de solicitações. Na Capital, as ocorrências já não estão concentradas em bairros e são pontuais nas localidades.

Para evitar congestionamento no 0800 da empresa e ampliar a capacidade de atendimento, a concessionária abriu as agências em Campo Grande e Dourados. A Energisa orienta os consumidores a priorizarem o atendimento pelo WhatsApp (Gisa): (67) 9 9980-0698 e aplicativo Energisa On (disponível no Google Play ou App Store do celular).

A Águas Guariroba informa que o abastecimento de água já segue normalizado nos bairros de Campo Grande nesta segunda-feira (18). Mesmo com o sistema já restabelecido, as equipes da concessionária continuam de prontidão para o atendimento das demandas pontuais nas regiões da Capital.

A Águas Guariroba está à disposição pelo atendimento via WhatsApp pelo número (67) 9 9123-0008, no 0800 642 0115 (ligação de telefone fixo e celular), ou pelo Águas App.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário