ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, TERÇA  16    CAMPO GRANDE 23º

Cidades

Entre vagas remanescentes do Mais Médicos, 16 são para cidades de MS

Profissionais deverão confirmar interesse e se apresentar às prefeituras entre 3 e 14 de julho

Cassia Modena | 01/07/2023 09:15
Expectativa é que 28 mil profissionais estejam atuando até o fim do ano no país (Foto: Arquivo)
Expectativa é que 28 mil profissionais estejam atuando até o fim do ano no país (Foto: Arquivo)

Em lista de profissionais convocados para assumir vagas remanescentes do programa Mais Médicos, o Ministério da Saúde convocou mais 16 profissionais em segunda chamada para atuarem em Mato Grosso do Sul. Eles deverão confirmar interesse e se apresentarem às prefeituras entre 3 e 14 de julho.

Para Campo Grande, três inscritos foram convocados. Em Dois Irmãos do Buriti e Rio Verde de Mato Grosso, foram dois os profissionais chamados para assumir vagas em cada um.

Outros nove municípios deverão receber um médico. São eles: Bela Vista, Brasilândia, Coronel Sapucaia, Dourados, Figueirão, Itaporã, Itaquiraí, Miranda e Nova Andradina.

Na lista, Coronel Sapucaia, na fronteira com Paraguai, e Miranda, que tem uma das maiores populações indígenas do Estado, são classificados como de alta vulnerabilidade, conforme critérios do Mais Médicos.

Edital - O primeiro edital do programa lançado pelo Governo Federal previu 5.968 médicos. Desses, 70% confirmaram interesse na vaga e se apresentaram nos municípios, segundo informou o Ministério da Saúde.

Em Mato Grosso do Sul, as 52 vagas disponibilizadas na primeira fase, a 31 cidades, foram preenchidas.

Vagas remanescentes até 27 de junho totalizaram 1.413, que foram disponibilizadas para segunda chamada de profissionais. No próximo dia 5, será publicada lista complementar dos médicos classificados para a segunda chamada com as vagas remanescentes até o dia 30 de junho.

Outro edital para adesão dos municípios está aberto até o próximo dia 7 de julho. Por meio dele, o Ministério da Saúde quer habilitar 10 mil novas vagas no modelo de coparticipação, em parceria com os gestores locais.

O programa - O Mais Médicos é um programa do Governo Federal retomado, este ano, para garantir atendimento médico principalmente em regiões de vazios assistenciais. São previstos incentivos e benefícios para atuação em áreas mais vulneráveis.

A expectativa é que até 28 mil profissionais do Mais Médicos estejam atuando em todo o país até dezembro de 2023.

Vão atuar no programa médicos brasileiros formados no país ou no exterior, além de estrangeiros. Eles poderão trabalhar por 4 anos, com possibilidade de renovação do contrato.


Nos siga no Google Notícias