ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, SÁBADO  19    CAMPO GRANDE 15º

Cidades

Equipes percorrem MS para identificar famílias que têm direito a receber R$ 200

As visitas domiciliares garantem a veracidade dos dados do beneficiário

Por Aline dos Santos | 11/05/2021 13:43
Equipes fazem visitas para encontrar famílias com perfil do programa “Mais Social”.
Equipes fazem visitas para encontrar famílias com perfil do programa “Mais Social”.

As equipes do “Mais Social”, que prevê benefício de R$ 200 por mês, percorrem os 79 municípios de Mato Grosso do Sul na busca de famílias que se enquadrem no perfil do programa.

Segundo a superintendente de benefícios sociais da Sedhast (Secretaria Estadual de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho), Angela Nunes, as visitas domiciliares garantem a veracidade dos dados do beneficiário e a transparência do programa.

Ainda de acordo com a superintendente, o governo avança as tratativas com o Banco do Brasil para a emissão dos cartões que serão entregues às famílias.

A estimativa é que o programe pague cerca de R$ 182 milhões por ano, em caráter permanente, atingindo até 100 mil famílias em vulnerabilidade social em Mato Grosso do Sul. As famílias indígenas incluídas no programa já receberão a cesta de alimentos, de acordo com o valor estabelecido.

A exemplo do Vale Renda, serão beneficiados, na seguinte ordem de preferência:  menor renda média do núcleo familiar, chefe de família do sexo feminino, maior número de crianças de 0 a 6 anos, mulheres em situação de violência doméstica e familiar, maior número de pessoas com deficiência ou de idosos, mulheres gestantes e filhos adolescentes que cumprem medidas socioeducativas.

O período regular de permanência é de 24 meses, podendo ser prorrogado por igual período, conforme avaliação da situação econômica e familiar do titular do benefício.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário