ACOMPANHE-NOS    
JULHO, DOMINGO  25    CAMPO GRANDE 25º

Cidades

Estado reajusta valor pago por combustíveis e postos voltam a abastecer viaturas

Alguns postos chegaram a interromper fornecimento em retaliação ao valor pago pelo governo de MS, abaixo do mercado

Por Silvia Frias e Ana Oshiro | 25/02/2021 08:07
Viatura da PM sendo abastecida hoje cedo, em posto no centro de Campo Grande (Foto: Henrique Kawaminami)
Viatura da PM sendo abastecida hoje cedo, em posto no centro de Campo Grande (Foto: Henrique Kawaminami)

Depois da ameaça de boicote, o governo estadual atualizou os valores pagos à empresa fornecedora de combustíveis responsável pelo abastecimento de veículos oficiais. Na edição do Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (25), consta o realinhamento da tabela para assegurar o “equilíbrio econômico-financeiro”, válido a partir de hoje. A gasolina passa a valor maior que o esperado, R$ 5,371.

A reportagem do Campo Grande News constatou que os postos que haviam parado de abastecer os veículos oficiais voltaram ao atendimento, ainda com valor cobrado de R$ 5,299 a R$ 5,899 pelo litro da gasolina.

Pela tabela, o valor pago pelo Estado à Taurus Distribuidora de Petróleo pelo litro da gasolina será de R$ 5,371 e o litro do etanol passa a R$ R$ 3,821. O realinhamento também engloba o oleo diesel comum (R$ 4,272), oleo diesel S-10 (R$ 4,346) e o gás natural (R$ 3,539).

Segundo extrato do contrato, os valores foram estabelecidos pesquisa de preços realizada pela SAD (Secretaria Estadual de Administração e Desburocratização) em Corumbá, Coxim, Nova Andradina, Ponta Porã e Três Lagoas. No caso de Campo Grande, o recálculo foi baseado no levantamento da ANP (Agência Nacional de Petróleo).

Ontem, alguns postos não estavam mais abastecendo os carros oficiais, no aguardo da alteração dos valores. “O governo queria pagar o valor de repasse, ou seja, abaixo dos R$ 5,29 atuais. Por isso, não estamos abastecendo nenhuma viatura desde sábado”, revelou gerente de um dos postos de combustíveis da Capital que optou pela restrição.

A SAD havia informado que esse realinhamento de preços seria divulgado na edição de hoje do Diário Oficial.

Normalidade – Hoje, os postos de combustíveis voltaram a abastecer os veículos oficiais. Em um dos locais, na Avenida Calógeras, o serviço ao governo estadual chegou a ser interrompido a partir de sábado, mas já tinha sido retomado ontem.

Em outros dois postos visitados pela reportagem, na rua Marechal Rondon e na avenida Costa e Silva, alguns carros do governo já haviam sido levados para abastecimento e funcionários relataram que não havia qualquer orientação contrária. Os preços variavam de R$ 5,299 a R$ 5,899.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário