ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEXTA  12    CAMPO GRANDE 15º

Cidades

Federal prende sócio do “Faraó dos Bitcoins”, alvo de ações em MS

Suspeita é de esquema de fraudes a partir de sistema de pirâmide financeira

Por Aline dos Santos | 05/04/2022 09:06
Em agosto de 2021, a PF apreendeu R$ 15 milhões na Operação Kryptos. (Foto: Divulgação/PF)
Em agosto de 2021, a PF apreendeu R$ 15 milhões na Operação Kryptos. (Foto: Divulgação/PF)

A PF (Polícia Federal) prendeu Tunay Pereira Lima, sócio de Glaidson Acácio dos Santos, conhecido como o “Faraó dos Bitcoins". De acordo com o portal G1, a prisão foi possível após o STJ (Superior Tribunal de Justiça) revogar a prisão domiciliar.

O ministro Jesuino Rissato levou em conta que as atividades da G.A.S Consultoria Bitcoin, empresa de Tunay e Glaidson, causaram “enorme abalo à ordem pública e intranquilidade social”.

Os negócios de criptomoedas foram alvos em agosto do ano passado da Operação Kryptos, deflagrada pelo Ministério Público Federal e PF do Rio de Janeiro. Em Mato Grosso do Sul, foi presa a advogada Eliane Medeiros de Lima, suspeita de movimentar R$ 324 milhões do “Faraó dos Bitcoins”.

Tunay Pereira Lima foi preso pela PF. (Foto: Reprodução)
Tunay Pereira Lima foi preso pela PF. (Foto: Reprodução)

O empresário Glaidson Acácio dos Santos é alvo de processos em Campo Grande e Corumbá de clientes que investiram em criptomoeda. As ações totalizam R$ 1 milhão.

O “Faraó dos Bitcoins” é acusado de comandar um esquema de fraudes bilionárias a partir de sistema de pirâmide financeira envolvendo criptomoedas.

Pelo menos, R$ 38,2 bilhões foram movimentados entre os anos de 2015 e 2021 no Brasil e no exterior.

Nos siga no Google Notícias