ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, DOMINGO  01    CAMPO GRANDE 28º

Cidades

Governo federal renova repasse federal para 150 leitos de UTI covid em MS

Habilitação foi publicada em edição extra do Diário Oficial do Estado nesta segunda-feira

Por Ana Paula Chuva | 01/03/2021 17:39
Profissional de saúde atende paciente em leito de UTI. (Foto: Saul Schramm/Governo MS)
Profissional de saúde atende paciente em leito de UTI. (Foto: Saul Schramm/Governo MS)

A SES (Secretaria Estadual de Saúde) publicou a habilitação de 150 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para pacientes com covid-19. A resolução é referente a leitos já existentes e estavam sendo bancados pelo Estado e municípios.

De acordo com a SES, com a habilitação os leitos já existentes, que estavam sendo pagos pelo Estado e municípios, são assumidos pelo Governo Federal.

“Quando começou a habilitação de leitos, a União habilitava por 90 dias e depois renovava a cada 30 dias, mas no final do ano não teve essa habilitação, então a publicação de hoje é referente a leitos já existentes que agora serão pagos pelo Governo Federal”, explicou Antônio Lastoria, que faz parte da diretoria da secretaria.

Segundo ele, com essa habilitação o Governo Federal passar a pagar a diária de R$ 1,6 mil por leito e o que passar disse é dividido entre Estado e municípios.

No começo de fevereiro, a secretaria informou que a manutenção dos leitos pelo Governo Federal deveria ser renovada em março. Na época, o  titular da pasta, Geraldo Resende disse que apesar disso não havia risco do Estado perder os recursos e reduzir vagas.

"Estamos pactuados até março com o Ministério da Saúde, recebendo R$ 14 milhões. Essa habilitação é referente a 70% do total gasto com UTIs de covid no Estado, sendo que os outros 30% [aproximadamente R$ 6 milhões] sai do cofre estadual", revela o secretário.

"Custe o que custar, o Governo Federal vai ter que arrumar dinheiro para continuar com as UTIs funcionando. Vai ter que tirar de algum lugar", completou Resende.

Leito de UTI no Hospital Regional de Mato Grosso do Sul, em Campo Grande (Foto: Chico Ribeiro/Governo MS)
Leito de UTI no Hospital Regional de Mato Grosso do Sul, em Campo Grande (Foto: Chico Ribeiro/Governo MS)

 Novos leitos -Sobre a possibilidade de abrir novos leitos, na manhã de hoje, Geraldo Resende, afirmou que não há possibilidade no Estado neste momento por falta de profissionais para atuarem nas unidades.

"Nós não temos médicos, enfermeiros e outros profissionais da área da saúde que possam nos dar suporte de atendimento a leitos de UTI aqui no Estado. Portanto, nosso único remédio que temos, é as pessoas poderem, mais uma vez, dar contribuição [às recomendações dos] municípios e pela Secretaria Estadual de Saúde",  disse Resende.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário