ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, TERÇA  09    CAMPO GRANDE 12º

Cidades

Governo publica lista dos 5 mil selecionados no programa CNH MS Social; confira

Por meio do Detran, projeto vai custear autoescola e documentação de habilitação para inscritos no CadÚnico

Por Guilherme Correia | 06/05/2022 09:29
Além das aulas, projeto vai custear Carteira Nacional de Habilitação aos beneficiados. (Foto: Reprodução)
Além das aulas, projeto vai custear Carteira Nacional de Habilitação aos beneficiados. (Foto: Reprodução)

Detran (Departamento Estadual de Trânsito) de Mato Grosso do Sul divulgou nesta sexta-feira (6) lista dos candidatos selecionados para o programa CNH MS Social, que pagará despesas para que beneficiados tenham acesso à documentação para direção. Ao todo, foram mais de 60 mil inscrições e 5 mil foram selecionados.

A lista com nomes dos selecionados de todos os municípios foi publicada no Diário Oficial Eletrônico de hoje. Os candidatos foram separados por região de atendimento e categoria. Confira abaixo.

DOEMS - Lista de selecionados do CNH MS Social.pdf

O Detran pode redistribuir as vagas entre regiões, caso não haja preenchimento das vagas ou disponibilidade financeira e orçamentária. O candidato selecionado deve acompanhar a publicação de todos os atos do programa e devem aguardar agora a convocação para comparecimento à agência do seu município.

O início das convocações dos candidatos está previsto para ocorrer em até 60 dias após a publicação deste edital. Se na sua cidade não houver profissionais como psicólogo ou médico, além de Centro de Formação de Condutores, será deslocado ao município mais próximo.

Programa - CNH MS Social vai beneficiar 5 mil pessoas por ano, com o pagamento integral de todos os custos no processo de carteira de habilitação, desde os gastos com autoescola, em relação às aulas práticas e teóricas, assim como os custos das taxas do Detran. A expectativa é o investimento anual de R$ 15 milhões.

Entre os critérios para fazer parte da seleção é fazer parte do Cadastro Único do governo federal. Entram no programa a habilitação nas categorias A, B ou AB, adição de categoria A ou B e mudança para as categorias C, D ou E.

Não podem ser contemplados quem tiver cometido crimes na condução de veículo com sentença penal condenatória transitada em julgada, assim como aqueles que tiveram permissão para dirigir cassada.

Nos siga no Google Notícias