ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, DOMINGO  23    CAMPO GRANDE 24º

Cidades

Homem de confiança do narcotraficante “Tio Rico” é preso na fronteira

Rodrigo Montalva é apontado como operador logístico da organização especializada no tráfico de cocaína

Por Jhefferson Gamarra e Helio de Freitas, de Dourados | 04/02/2024 14:17
Miguel Ángel Insfrán Galeano preso na fronteira com o Paraguai (Foto: Divulgação/SENAD)
Miguel Ángel Insfrán Galeano preso na fronteira com o Paraguai (Foto: Divulgação/SENAD)

A organização criminosa liderada por Miguel Ángel Insfrán Galeano, conhecido como "Tio Rico", teve mais um de seus membros capturado no Paraguai. Rodrigo Emilio Montalva Aguero, paraguaio de 41 anos, considerado homem de confiança do narcotraficante, foi detido na noite de ontem (3), por agentes da Senad (Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai).

Conforme informações da Senad, Rodrigo Montalva fazia parte do esquema que tinha como objetivo realizar operações de tráfico internacional de cocaína, desempenhando o papel de operador logístico na estrutura criminosa. Ele também mantinha vínculos estreitos com o narcotraficante uruguaio Sebastián Enrique Marset Cabrera, mas sua lealdade era especialmente voltada para Tio Rico.

Além de sua participação nas atividades ilícitas da organização, Montalva também estava envolvido na aquisição de ações de uma empresa utilizada como fachada para operações de comércio internacional de drogas. O esquema logístico incluía o envio de grandes quantidades de cocaína com destino ao continente europeu.

A prisão de Montalva ocorreu no posto de controle do lado paraguaio da Ponte da Amizade, quando tentava atravessar a fronteira com documentos falsos. A ação contou com o apoio da Polícia Federal do Brasil, que havia emitido alertas migratórios na região.

Além da prisão de Montalva, uma residência em Presidente Franco, cidade paraguaia que faz fronteira como Brasil, foi alvo de busca, onde foram apreendidos 73 milhões de guaranis, um rifle, três pistolas, dois revólveres e uma camionete da marca Ssanyong, modelo Tivoli.

Após a captura, Rodrigo Montalva foi encaminhado à Base de Operações da Senad em Assunção, onde está à disposição do Ministério Público para responder pelas acusações de tráfico internacional de drogas, associação criminosa e outros crimes relacionados à organização liderada por Tio Rico.

Tio Rico - Miguel Ángel Insfrán Galeano, conhecido como Tio Rico, foi o criminoso mais procurado do Paraguai. Ele liderava uma organização criminosa envolvida em atividades ilícitas, incluindo tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro.

Tio Rico tinha planos de se tornar o principal fornecedor de cocaína para o Comando Vermelho, a maior facção criminosa do tráfico no Rio de Janeiro, visando expandir sua influência por todo o país. Após quase um mês de cerco, ele foi capturado em fevereiro de 2023 no Recreio dos Bandeirantes, no Rio de Janeiro, pela Polícia Civil.

Narcotraficante "Tio Rico" preso em 2023 no Rio de Janeiro (Foto: Reprodução)
Narcotraficante "Tio Rico" preso em 2023 no Rio de Janeiro (Foto: Reprodução)

O narcotraficante que foi extraditado do Brasil e cumpre pena no Paraguai é apontado como mandante da execução do promotor paraguaio Marcelo Pecci, ocorrida em 2022. O promotor foi assassinado enquanto desfrutava de sua lua de mel em Cartagena das Índias, na Colômbia. O crime foi executado por dois indivíduos que se aproximaram em um jet ski e abriram fogo contra ele, mesmo estando na água.

Marcelo Pecci havia acabado de se casar com a jornalista Claudia Aguilera. Poucas horas antes do assassinato, ela anunciou em uma rede social que estavam esperando o primeiro filho. As autoridades de Assunção apontaram Tio Rico como o mandante do assassinato, alegando que a execução estava relacionada a questões ligadas ao crime organizado e tráfico de drogas.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias

Veja Também