ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, QUINTA  30    CAMPO GRANDE 19º

Cidades

IBGE faz pesquisa para avaliar infraestrutura das cidades e preparar Censo 2022

Até 12 de julho agentes percorrem as ruas para identificar e mapear mudanças na área urbana dos municípios

Por Ana Oshiro e Bruna Marques | 20/06/2022 10:09
Agente censitário supervisor percorre Rua Aimoré, na região Piratininga. (Foto: Henrique Kawaminami)
Agente censitário supervisor percorre Rua Aimoré, na região Piratininga. (Foto: Henrique Kawaminami)

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) iniciou nesta segunda-feira (20) a Pesquisa Urbanística de Entorno dos Domicílios, que investiga sobre a infraestrutura das cidades brasileiras e faz parte do Censo Demográfico que será realizado em agosto deste ano. A pesquisa vai até 12 de julho em todo Brasil.

Em todo Mato Grosso do Sul são mais de 300 agente, já na Capital existem 78 agentes. Eles vão percorrer as ruas de Campo Grande analisando e mapeando a capacidade de circulação da via, se a via é pavimentada, existência de bueiros e bocas de lobo, iluminação pública, pontos de ônibus/vans, se há sinalização de ciclovia/ciclofaixa, se há calçada, presença de obstáculos na calçada, existência de rampa para cadeirante e sobre arborização.

Fernando Gallina explica como pesquisa funciona. (Foto: Henrique Kawaminami)
Fernando Gallina explica como pesquisa funciona. (Foto: Henrique Kawaminami)

"Temos toda uma parte de mapeamento que é atualizado com frequência. A dinâmica de uma cidade é super ágil, então mesmo que tenha sido atualizado ano passado tem muita coisa que mudou de lá para cá. Vamos a campo para atualizarmos todos os nosso mapas e também entender vários aspectos que ficam em volta das casas das pessoas, que vão influenciar na qualidade de vida delas", explicou Fernando Gallina, coordenador da divulgação do censo em MS.

De acordo com Fernando, neste momento os agentes só percorrem as ruas, observando e anotando cada detalhe. "Em agosto sim iremos bater nas casas das pessoas para fazermos as entrevistas, tentar entender a família brasileira e as características dos domicílios", finalizou o coordenador.

Ruas da Capital serão analisadas por 78 agentes até dia 12 de julho. (Foto: Henrique Kawaminami)
Ruas da Capital serão analisadas por 78 agentes até dia 12 de julho. (Foto: Henrique Kawaminami)


Nos siga no Google Notícias