ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  02    CAMPO GRANDE 29º

Cidades

Lactantes são incluídas na vacinação contra covid-19 em MS

Medida também vale para patutores de pessoas com deficiência e funcionários das agências dos Correios

Por Adriano Fernandes | 02/06/2021 19:43
Moradora prestes a ser imunizada contra a covid-19 na Capital. (Foto: Henrique Kawaminami)
Moradora prestes a ser imunizada contra a covid-19 na Capital. (Foto: Henrique Kawaminami)

A Ses (Secretaria de Estado de Saúde) autorizou a inclusão de mais três grupos nos calendários de vacinação contra a covid-19 dos municípios de Mato Grosso do Sul. Poderão ser vacinadas mães lactantes com filhos de até dois anos, os pais ou tutores de PCDs (Pessoas com deficiência (PCDs) e funcionários das agências dos Correios,

Entretanto, de acordo com o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, cabe aos municípios definir o cronograma de imunização em cada região, de acordo com a quantidade de vacinas disponíveis.

Sobre a escolha dos grupos, Resende explicou. "Sem os pais ou tutores as crianças com deficiência ficam sem suporte, por isso é importante que eles sejam vacinados. Quando uma mãe lactante é imunizada ela já passa para o bebê, através do leite os anticorpos que ele precisa contra o vírus. Já quanto aos profissionais dos Corrreios, é um efetivo que se expõe diariamente ao vírus e hoje tem um papel fundamental, inclusive na entrega do cartões emergenciais", justifica.

No ato da vacinação os pais e mães que tenham filhos com deficiência deverão apresentar a certidão de nascimento do filho (a), o cadastro no programa de BPC (Benefício de Prestação Continuada)e o laudo do médico que presta a assistência. Jás os tutores também devem entregar documento comprobatório de concessão de tutela.

Na edição de hoje do Diário Oficial do Estado a secretaria já havia autorizado o direcionamento das vacinas que sobram da Pfizer e Astrazeneca, no fim do dia, para estes públicos. Mesários e servidores do Poder Judiciário da comarca de Sidrolândia, também poderão se vacinados com as vacinas da "perda operacional" em razão de seus serviços na Eleição Suplementar, prevista para 16 de junho de 2021.


Nos siga no Google Notícias