ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  02    CAMPO GRANDE 27º

Cidades

Metade dos mandados de prisão em operação do Gaeco são contra presos

Segundo Gaeco (Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado), a operação visa envolvidos no chamado “tribunal do crime"

Por Lucia Morel e Anahi Zurutuza | 11/02/2021 15:02
Ações estão em andamento em Campo Grande, Dourados, Ribas do Rio Pardo, Deodápolis, Fátima do Sul, Jateí e Caarapó e ainda no Ceará. (Foto: Adilson Domingos)
Ações estão em andamento em Campo Grande, Dourados, Ribas do Rio Pardo, Deodápolis, Fátima do Sul, Jateí e Caarapó e ainda no Ceará. (Foto: Adilson Domingos)

Praticamente metade dos mandados de prisão preventiva da Operação Malleus que estão sendo cumpridos em Mato Grosso do Sul e no Ceará são contra pessoas já presas. Dos 32 em andamento, 15 são desse tipo e 17 contra investigados que estão em liberdade.

Segundo o Gaeco (Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado), a operação visa os envolvidos no chamado “tribunal do crime” do PCC (Primeiro Comando da Capital), que são as execuções violentas de desafetos da facção.

Conforme as investigações, os “inquisitores”, criminosos que julgam pessoas, chegaram a debater os assassinatos de um delegado e policiais militares.

Além disso, integrantes da organização, por determinação de um dos alvos da operação de hoje, sequestraram e executaram brutalmente uma jovem com golpes de picareta (semelhante a um martelo, mas com pontiagudo), paus e pedradas na cabeça, por acreditarem que ela poderia fazer parte do Comando Vermelho, organização criminosa rival.

Na ação desta quinta-feira, além dos 32 mandados de prisão preventiva, estão sendo cumpridos mais 14 mandados de busca e apreensão nas cidades de Campo Grande, Dourados, Ribas do Rio Pardo, Deodápolis, Fátima do Sul, Jateí e Caarapó e ainda um no Ceará. Os mandados foram expedidos pela 1ª Vara Criminal de Campo Grande.

Nos siga no Google Notícias