ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SÁBADO  31    CAMPO GRANDE 18º

Cidades

Polícia paraguaia prende envolvido em morte de empresário na fronteira

Aos 57 anos, Cristóbal foi sequestrado na tarde de terça-feira (15), torturado e executado a tiros

Por Geisy Garnes | 20/09/2020 14:52
Suspeito foi encontrado no centro de Salto del Guairá (Foto: ABC Color)
Suspeito foi encontrado no centro de Salto del Guairá (Foto: ABC Color)

Polícia paraguaia prendeu neste domingo um dos suspeitos de envolvimento no assassinado do empresário paraguaio Cristóbal Rojas, o “Nenê”, sócio de casas de câmbio na fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai. Gustavo Genaro Gayoso, de 31 anos, como foi identificado, guardava uma pistola 9 mm e celulares, que foram apreendidos.

A prisão foi divulgada pelo site ABC Color. Gustavo estava escondido em uma casa no centro de Salto del Guairá, cidade paraguaia vizinha de Mundo Novo – a 476 quilômetros de Campo Grande.

Conforme as investigações, Gustavo deu apoio logístico para a dupla que sequestrou e assassinou o empresário. No dia do crime, também acompanhou os autores com na própria caminhonete, uma Fiat Strada. Foi ainda o responsável por vigia a rotina da vítima. Preso, afirmou a polícia que foi forçado a colaborar com os criminosos, que depois da execução fugiram para o Brasil.

Aos 57 anos, Cristóbal foi sequestrado na tarde de terça-feira (15), torturado e executado a tiros. O corpo foi encontrado ontem do dia 17 de setembro, em uma estrada rural de Salto del Guairá. "Dom Nenê", como era conhecido, era dono de um dos principais shoppings da cidade de 40 mil habitantes.

Em entrevista, o promotor Christian Bartomeu, que acompanha as investigações, relatou a suspeita de ligação da morte com a lavagem de dinheiro. Afirmou que o empresário e seus irmãos tentavam vender as ações que possuem em casas de câmbio, mas não quis confirmar se uma dessas empresas seria a Zafra Câmbios, localizada em Pedro Juan Caballero, cidade vizinha de Ponta Porã (MS).

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário