ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, TERÇA  09    CAMPO GRANDE 12º

Cidades

Principal acesso a Bonito, reconstrução da MS-382 será finalizada em junho

Restauração integra pacote de 11 obras rodoviárias lançado através do Programa Governo Presente

Por Ana Oshiro | 07/02/2022 09:20
Cento e dez pessoas trabalham na restauração da rodovia MS-382 em Guia Lopes da Laguna. (Foto: Divulgação)
Cento e dez pessoas trabalham na restauração da rodovia MS-382 em Guia Lopes da Laguna. (Foto: Divulgação)

As obras no trecho de 52 km da MS-382, em Guia Lopes da Laguna, distante 227 km da Capital, devem ficar prontas até junho, de acordo com o governo estadual. O trecho é o principal acesso a Bonito e está sendo revitalizado para ser uma das vias mais seguras e com aspecto de embelezamento paisagístico.

Com investimentos que somam R$ 50,2 milhões, a restauração vai atender ao intenso fluxo turístico à Serra da Bodoquena e também ao escoamento da produção agrícola, que se expande com a soja. A restauração compreende três etapas: reciclagem, tratamento superficial duplo (TSD) e, finalmente, a implantação da camada asfáltica de 4 cm. Esta última fase, dependendo das chuvas, deve começar em março.

A restauração integra o pacote de 11 obras rodoviárias lançado pelo governador, dentro do Programa Governo Presente, com investimentos totais de R$ 376 milhões. O pacote prevê a pavimentação e recuperação de 296 km de estradas, em diferentes regiões do Estado, como a ligação asfáltica da mesma MS-382, entre Guia Lopes da Laguna, Maracaju, Antônio João e Ponta Porã (MS-270 e MS-166).

Reconstrução da pista implica em serviços de reciclagem e sistema de tratamento superficial duplo. (Foto: Divulgação)
Reconstrução da pista implica em serviços de reciclagem e sistema de tratamento superficial duplo. (Foto: Divulgação)

“São obras e investimentos que vão contribuir com o turismo e o escoamento da produção, melhorando o transporte local e o acesso aos municípios, além de propiciar um trânsito mais seguro para quem trafega pela região”, afirma Reinaldo Azambuja. O governador lembrou que a chegada da infraestrutura também amplia o eixo da Rota Bioceânica, interligando as regiões sul e sudoeste a Porto Murtinho - e ampliando caminhos aos destinos turísticos.

Segundo o engenheiro responsável pela obra, o primeiro lote (25 km, a partir de Guia Lopes) está praticamente pronto para receber o asfalto. O segundo (26,9 km, até o trevo com a MS-178) está em finalização da reciclagem dos últimos 7 km para receber o TSD, com interrupção momentânea do tráfego de veículos em alguns trechos, o que requer atenção. O serviço está sendo executado por 110 trabalhadores.

Nos siga no Google Notícias