ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 22º

Cidades

Recorde trágico: covid mata 1 a cada 35 minutos

Balanço epidemiológico de ontem trouxe 39 mortes e era a maior soma em 24 horas durante a pandemia

Por Guilherme Correia | 17/03/2021 10:30
Túmulos no cemitério Memorial Park, em Campo Grande (Foto: Paulo Francis/Arquivo)
Túmulos no cemitério Memorial Park, em Campo Grande (Foto: Paulo Francis/Arquivo)

Boletim epidemiológico desta quarta-feira (17) traz 42 óbitos por covid-19 em Mato Grosso do Sul, inseridos nas últimas 24 horas. Pelo segundo dia consecutivo, o recorde de vítimas foi quebrado no Estado, já que ontem foram 39 mortes.

O dado de hoje indica uma morte a cada 35 minutos na conta da pandemia. É o pior dia desde quando a emergência sanitária começou.

Antes, boletim trouxe 33 casos de pessoas que não resistiram à doença. Antes disso, o dia mais letal foi em 22 de dezembro, com 31 vítimas.

Além disso, são 1.447 infectados inseridos no banco de dados estadual - ao todo, 197,5 mil sul-mato-grossenses já tiveram a doença em algum momento, e pouco mais de 3,7 mil morreram.

Outro recorde preocupante é a quantidade de pacientes internados em leitos clínicos ou de terapia intensiva - no geral, são 921 internados. Mato Grosso do Sul tem, conforme documento publicado hoje, 97% das UTI's ocupadas.

"Quase 100% dos leitos ocupados em todo Mato Grosso do Sul, em todas as cidades. Estamos prestes ao colapso total na área da saúde pública. Estamos vivendo a pior tragédia sanitária e hospitalar da história do Brasil", alertou o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, durante transmissão na manhã de hoje.


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário