ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, DOMINGO  01    CAMPO GRANDE 25º

Cidades

Remessa recorde é reforço para MS ser 1º no País a vacinar 100% dos adultos

Estado espera receber cerca de 295 mil doses de vacinas contra covid-19 até a próxima semana

Por Jhefferson Gamarra | 24/06/2021 14:39
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

De hoje até a próxima semana, Mato Grosso do Sul deve receber um quantitativo robusto de vacinas contra a covid-19. Cerca de 295 mil doses de Coronavac, Pfizer e Janssen serão distribuídas entre as cidades sul-mato-grossense. Com o carregamento recorde, o Estado mantém a meta de vacinar toda a população adulta até o mês de setembro e se tornar o primeiro do país a atingir a marca.

Nesta quinta-feira (24), 105.090 doses desembarcam no Estado, sendo 19.050 doses da Janssen, 48.600 doses da Coronavac e outras 37.440 doses da Pfizer. Para a próxima semana estão previstas a chegada de outras 40 mil doses de remessas regulares enviadas pelo Ministério da Saúde aos Estados.

Também na próxima semana o Ministério deve encaminhar mais 150 mil doses de vacina Janssen para imunizar os 13 municípios de Mato Grosso do Sul que fazem fronteira com outros países. O carregamento equivale a 5% das 3 milhões de doses da Vacina da Janssen doadas ao Brasil pelos Estados Unidos.

Na avaliação do secretário estadual de saúde, Geraldo Resende, com o quantitativo expressivo de doses, atrelado a vacinação em massa em municípios da fronteira, Mato Grosso do Sul continuará despontando no ranking de vacinação nacional e poderá ser o primeiro Estado do Brasil a imunizar toda a população adulta.

“Estamos em primeiro lugar no ranking de vacinação em todo país. Com os novos lotes e a vacinação em massa na fronteira, podemos ser o primeiro estado do Brasil a vacinar toda a meta de população adulta. A previsão e de que até o mês de setembro consigamos atingir a meta”, afirmou.

A ideia inicial fazer uma espécie de "cinturão sanitário da fronteira", vacinando pessoas com 18 anos ou mais em Mundo Novo, Japorã, Sete Quedas, Paranhos, Coronel Sapucaia, Aral Moreira, Ponta Porã, Antônio João, Bela Vista, Caracol, Porto Murtinho, Corumbá e Ladário.

“A imunização da fronteira será importante todo o estado, as vacinas que viriam para esses municípios serão distribuídas para os outros 66. A partir dos carregamentos futuros, os municípios de fronteira receberão apenas o quantitativo para aplicação da 2ª dose”, explicou Geraldo Resende.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário