ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, DOMINGO  23    CAMPO GRANDE 24º

Cidades

Sejusp quer acelerar trâmites para instalação de Centro de Atendimento à Criança

Segundo Videira, o projeto do Centro de Atendimento à Criança está entre as cinco obras prioritárias de MS

Por Lucia Morel | 25/01/2024 17:15
Área da União em frente à Avenida Duque de Caxias; imóvel de 448 m² foi retirado de previsão de venda a pedido da Sejusp, para implantar centro de atendimento a crianças (Foto: Paulo Francis)
Área da União em frente à Avenida Duque de Caxias; imóvel de 448 m² foi retirado de previsão de venda a pedido da Sejusp, para implantar centro de atendimento a crianças (Foto: Paulo Francis)

“Queremos que esse Centro se torne realidade o mais rápido possível”, afirmou o secretário estadual de Justiça e Segurança Pública, Antônio Carlos Videira, após reunião com o governador Eduardo Riedel (PSDB) e o superintendente da SPU (Secretaria de Patrimônio da União) em Mato Grosso do Sul, Tiago Botelho. Os três se reuniram esta semana e falaram sobre a doação de área da União para a construção do 1º Centro de Atendimento à Criança e Adolescente vítimas de violência.

Segundo Videira, o projeto do Centro de Atendimento à Criança está entre as cinco obras prioritárias do Governo do Estado e já há recursos de R$ 6 milhões e R$ 7 milhões separados para a construção do local.

O espaço, localizado bem em frente à Casa da Mulher Brasileira, no bairro Jardim Imá, contará com delegacia da Polícia Civil, salas para a Polícia Militar, para o Instituto de Medicina e Odontologia Legal, para psicólogas, brinquedoteca, entre outros espaços.

O governador também comentou a assinatura da parceria. "Essa é uma realidade que não pode continuar e esse projeto é prioritário. Vamos tirar do papel, porque essa realidade não permite que a gente se acomode e deixe para depois", disse, referindo-se aos índice de violência contra a infância em Mato Grosso do Sul.

Tiago Botelho lembrou que a SPU tem a função social de ajudar nas políticas públicas dos estados e municípios. “A criança e o adolescente têm prioridade absoluta, em especial aquelas vítimas de violência, então empregaremos todos os esforços necessários para essa doação se torne realidade o quanto antes”, garantiu o superintendente.

O Centro deve funcionar nos moldes da Casa da Mulher Brasileira, em sintonia com o município, a Defensoria Pública, Ministério Público, Poder Judiciário e Polícia Civil, onde a vítima passe por triagem, atendimento psicossocial, registro de ocorrência, exames de corpo de delito – quando for o caso -, e seja, de imediato, encaminhada aos órgãos ou serviços disponíveis.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas  redes sociais.

Nos siga no Google Notícias