A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 19 de Agosto de 2019

17/06/2019 12:38

Sem novos projetos em 2019, governo busca R$ 40 milhões para habitação

Governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e diretora da Aagehab vão a Brasília buscar recursos junto a União

Leonardo Rocha
Residencial Itajobi I e II, no bairro Centenário, em Campo Grande (Foto: Marina Pacheco)Residencial Itajobi I e II, no bairro Centenário, em Campo Grande (Foto: Marina Pacheco)

Com novas contratações paradas em 2019, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e a diretora-presidente da Agehab (Agência Estadual de Habitação), Maria Avezani, vão a Brasília tentar R$ 40 milhões junto ao Ministério das Cidades e Caixa Econômica Federal, para investir na construção de novas casas.

A informação foi divulgada hoje (17), pelo chefe de gabinete do governo, Carlos Alberto Assis, durante entrega de moradias em Campo Grande. “Enquanto os outros estados não estão construindo e fazendo convênios, aqui se corre atrás, tanto que vai se buscar o aporte de R$ 40 milhões em Brasília”, disse ele.

Avezani explicou que estes recursos serão investidos para construir novas casas, por meio do programa “FGTS Subsidiado”, que se trata de uma parceria entre governo federal, estadual e municipal. Neste modelo a pessoa usa uma parte do seu FGTS para obter a casa própria, dentro do programa "Minha Casa, Minha Vida". 

O governo estadual entra com uma contrapartida, enquanto que a prefeitura municipal investe em infraestrutura do acesso ao empreendimento. “Neste ano novas contratações (casas) estão paradas, por isso estamos buscando soluções e recursos para voltar as construções de novas moradias”, explicou Avezani.

Entregas – A diretora explicou ao Campo Grande News que enquanto não surgem novas contratações, seguem os convênios que já estavam firmados, que segundo ela, vão resultar na entrega de 3 mil casas em Mato Grosso do Sul até final de 2020, sendo 2 mil apenas em Campo Grande, nesta parceria com o governo federal.

Carlos Assis ainda revelou que no próximo dia 29 (junho), a partir das 9h, haverá um sorteio público de 602 residências para Campo Grande. O evento será na quadra da Escola Estadual Joaquim Murtinho, na área central da cidade. “Faremos este ato para mostrar a transparência do governo, que não tem aqui qualquer tipo de favorecimento”.

Moradores do Residencial Itajobi I e II, em Campo Grande, recebendo as chaves dos apartamentos (Foto: Marina Pacheco)Moradores do Residencial Itajobi I e II, em Campo Grande, recebendo as chaves dos apartamentos (Foto: Marina Pacheco)

Residencial – O governo entregou nesta manhã (17), no bairro Centenário, 240 apartamentos do Residencial Itajobi I e II, em uma parceria com o governo federal e a iniciativa privada. As moradias foram entregues às famílias de faixa salarial de R$ 1,5 mil a R$ 6 mil, por meio do programa “Minha Casa, Minha Vida”.

Neste convênio, a iniciativa privada constrói o empreendimento e o governo estadual ajuda no subsídio de até R$ 6 mil, que vão ser usados no pagamento da entrada do imóvel. Dos 240 apartamentos, 166 foram contemplados com estes recursos. Foram investidos dos cofres estaduais R$ 840 mil nesta unidade.

Já o governo federal concede um subsídio de até R$ 20 mil por unidade (moradia). “Neste convênio, o morador faz o financiamento do imóvel com a iniciativa privada, o governo federal e estadual apenas concede subsídio”, explicou Avezani.

No período da tarde será entregue mais 180 unidades em Dourados, no Residencial Itapiranga I e II, seguindo o mesmo modelo deste da Capital. Neste empreendimento o investimento estadual foi de R$ 245 mil, sendo R$ 6,8 milhões da União.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions