A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Novembro de 2019

18/10/2019 09:18

Servidores da Educação lideram ranking de adesões ao PDV em MS

Dos 132 pedidos de demissão deferidos, foram de funcionários da Educação, a maioria, professores

Silvia Frias
Do total de demissões, servidores da Educação lideram pedidos de demissão (Foto/Divulgação)Do total de demissões, servidores da Educação lideram pedidos de demissão (Foto/Divulgação)

Os profissionais da Educação lideram o ranking dos servidores que aderiram ao PDV (Programa de Desligamento Voluntário) do governo estadual, com 50% dos 132 pedidos deferidos. Os professores estão no topo desta lista, com 23 desligamentos.

A economia gerada, segundo balanço do governo estadual é de R$ 8,209 milhões, decorrente dos encargos anuais, porém, esse valor ainda não será totalmente perceptível no prazo de 12 meses, até que se paguem as indenizações previstas no PDV, calculadas em R$ 7,495 milhões.

No total, a SAD (Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização) recebeu 160 pedidos. Além dos 132 deferidos, entram nesta conta 11 cancelados, 15 indeferidos e dois sobrestados, estes, em que os servidores respondem a processos administrativos.

A SED representa 66 deferimentos do total, divididos pelos professores (23), com renda média de R$ 4,3 mil. Pela secretaria, também foram desligados assistentes e agentes de atividades educacionais (43).

Em seguida, mas com apenas 17 deferimentos, está a Funsau (Fundação Serviços de Saúde de MS), sendo nove de profissionais como médicos, enfermeiros e fisioterapeutas, com renda média de R$ 12,8 mil, sete de técnicos e um de assistente de serviços de saúde.

Ainda no setor da saúde, dez servidores da Secretaria Estadual de Saúde aderiram ao PDV: nove profissionais de funções como biólogo, farmacêutico, médico e nutricionista e um assistente de serviços.

Em seguida, foram deferidos os PDVs de oito servidores da Segurança, sendo dois policiais civis, cinco agentes de segurança socioeducativa e um agente penitenciário estadual e cinco do Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal).

Os outros 26 pedidos de demissão estão distribuídos em outras secretarias. Pelo balanço divulgado pela SAD, servidores com ensino fundamental são maioria nos pedidos de demissão (50), seguidos dos de ensino superior (49) e do ensino médio (33).

PDV - Anunciado no final do ano passado, o PDV foi instituído em lei que entrou em vigor em abril deste ano. A iniciativa foi destinada aos servidores efetivos civis, ou seja, não inclui militares. Os que optaram por aderir ao plano vão receber o equivalente a remuneração mensal para cada ano trabalhado, além de bônus de 30%.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions