ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEXTA  22    CAMPO GRANDE 33º

Cidades

UEMS quer ampliar repasse estadual em R$ 102 milhões para 2021

Universidade apresentou proposta de orçamento no total de R$ 343 milhões, prevendo receber R$ 312 milhões do Governo

Por Nyelder Rodrigues | 08/09/2020 19:40
Universidade quer ampliar repasse para o orçamento em quase 50% (Foto: Asscom UEMS)
Universidade quer ampliar repasse para o orçamento em quase 50% (Foto: Asscom UEMS)

O Conselho Universitário da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) publicou no Diário Oficial do Estado a aprovação da proposta orçamentária da instituição para 2021. O documento estima uma receita de R$ 343,3 milhões para o próximo ano, sendo R$ 312,5 milhões oriundos de recursos próprios repassados pelo Governo do Estado.

A quantia de repasse estadual almejado é R$ 102,6 milhões superior ao valor repassado neste ano, conforme aprovado na LOA (Lei Orçamentária Anual) em 2019 pela Assembleia Legislativa. O aumento pretendido é de quase metado dos atuais R$ 209,8 milhões - em 2019, o Governo fechou repasse de R$ 229 milhões para a UEMS.

Conforme o publicado pela universidade, a previsão de gastos com pessoale encargos está na faixa dos R$ 224,2 milhões, enquanto que contratos e despesas fixas ficariam em R$ 25,2 milhões e R$ 3 milhões seriam destinados para custeio de atividades administrativas, de ensino, pesquisa e extensão e R$ 7,4 milhões para investimentos.

Por fim, a proposta orçamentária prevê R$ 19,4 milhões em pagamentos para auxílio financeiro a estudantes e R$ 11,5 milhões para amortização e encargos dos contratos de operação de crédito internas realizados pela universidade.

Praxe - Em outros anos, a UEMS também apresentou propostas de orçamento com valores finais que, no fechamento da LOA pelo Executivo acabou ficando bastante aquém do projetado inicialmente e aprovado pelo Conselho Universitário.

Para 2019, por exemplo, foi projetado orçamento total de R$ 299 milhões, com R$ 276 milhões oriundos de recursos próprios, repassados pelo Governo do Estado. Porém, o repasse fechado na LOA se limitou a R$ 229 milhões.

Já no documento referente ao ano corrente, a universidade apontou para um repasse de R$ 297 milhões, somando orçamento total de R$ 318 milhões. Contudo, o repasse vinculado na LOA caiu R$ 20 milhões se comparado ao ano anterior.

Atualmente, a UEMS possui 15 campi em todo o Mato Grosso do Sul. A sede fica em Dourados, com unidades em Campo Grande, Aquidauana, Coxim, Paranaíba, Ponta Porã, Nova Andradina, Naviraí, Mundo Novo, Jardim, Maracaju, Ivinhema, Cassilândia, Glória de Dourados e Amambai. Além disso, existem cinco pró-reitorias e quatro diretorias.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário