ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, TERÇA  03    CAMPO GRANDE 20º

Cidades

Vacinação fica paralisada até nova remessa de ministério a MS

Havia expectativa de remessa da Janssen, mas foi adiada por enquanto

Por Marta Ferreira | 14/06/2021 19:11
Guanandizão, um dos locais de vacinação em Campo Grande, que está sem aplicar as doses desde sábado. (Foto: Henrique Kawaminami)
Guanandizão, um dos locais de vacinação em Campo Grande, que está sem aplicar as doses desde sábado. (Foto: Henrique Kawaminami)

Mato Grosso do Sul não tem perspectiva de receber novas doses de vacina contra a covid-19, depois do anúncio de que a remessa esperada da Janssen, que era aguardada para amanhã, teve a distribuição adiada. Com isso, a campanha de imunização está parada na maior parte do Estado.

Em Campo Grande, não houve vacinação no domingo nem hoje e amanhã também não há previsão, em razão do estoque desabastecido.

Segundo o secretário de Saúde, Geraldo Resende, a expectativa é de anúncio de novas remessas amanhã, para chegada na quarta-feira, mas isso depende do Ministério da Saúde.

Janssen – O Estado pleiteou recebimento do maior número possível de vacinas que a Janssen, braço da Jhonson e Jhonson, ficou de repassar ao Brasil, no total estimado de 2 milhões de doses. A argumentação foi que em razão dos resultados de cobertura vacinal contra a covid-19 no Estado, seria o caso de fazer estudo aqui de vacinação em massa.

Por enquanto, foi confirmado pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, que quando a carga da Janssen chegar ao País, serão 38 mil doses para o Estado. Segundo o titular da pasta, essas vacinas devem ser exclusivas para capitais, mas Geraldo Resende disse que a intenção é distribuir para todo o Estado.

Quando ao pedido de mais imunizantes, chegando até 211 mil unidades, Geraldo disse ainda estar em análise.

No Estado, já foram aplicadas mais de 1,2 milhão de doses, entre primeira e segunda, e em Campo Grande mais de 300 mil.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário