A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

26/04/2009 10:15

Redação

Marcos Paulo Rubine, de 23 anos, luta há quatro meses contra a leucemia, descoberta após exame que apontou a doença.

Agora, o jovem necessita de tranfusão de sangue do tipo AB Negativo, para se manter vivo, até resultados de compatibilidade de medula óssea saia e seja feito o transplante, única salvação para o rapaz.

No dia 2 de abril, a solidariedade conseguiu salvar a vida da menina Jéssica, de 1 ano e 3 meses, que também dependia do sangue AB- para fazer cirurgia no coração.

Adrieli da Silva Medrade Rubine, de 24 anos, esposa de Marcos, conta que quando a doença foi descoberta o exame apontou apenas 4 mil plaquetas no sangue, índice muito baixo, detalha. Segundo ela o normal seria de 150 mil. "Por conta da falta de sangue, essa semana o índice de plaquetas dele reduziu ainda mais", conta.

Seis irmãos do jovem fizeram exames para medir a compatibilidade de medula, mas os resultados devem sair em apenas 15 dias e enquanto isso é preciso manter o estado de saúde dele estável. "Ele está muito fraco e o estado é cada vez mais crítico por falta de sangue", explica a esposa.

Conforme Adrieli, a tipologia sanguínea de Marcos é rara e por isso a dificuldade de encontrar sangue. "Faço um apelo para que as pessoas procurem o Hemosul e façam a doação, ele pode morrer se não conseguirmos um doador compatível".

Por conta da doença, Marcos passou a desenvolver um quadro de diabetes e pressão alta.

Interessados em fazer a doação, devem procurar o Hemosul (Centro Hematologia Hemoterapia de Mato Grosso do Sul) a partir de amanhã e informar que a doação será destinada a Marcos Paulo Rubine.

Serviços - o Hemosul fica na Avenida Fernando Corrêa Costa, 1304 - Centro - Campo Grande. Informações pelo telefone (67) 3312-1500.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions