A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 18 de Setembro de 2018

19/04/2018 10:46

Ação da PF prende agente que facilitava entrada de celular em presídio

O nome da operação faz alusão ao apelido de um dos principais alvos, conhecido como “Zóio”, que liderava a organização familiar composta por três irmãos e seus respectivos cônjuges

Viviane Oliveira
Policiais federais amanheceram nas ruas para cumprir mandados de prisão e busca e apreensão (Foto: divulgação/PF) Policiais federais amanheceram nas ruas para cumprir mandados de prisão e busca e apreensão (Foto: divulgação/PF)

A Polícia Federal deflagou na manhã desta quinta-feira (dia 19) a operação Ponto Cego para desmantelar organização criminosa envolvida com o tráfico de drogas com ramificações dentro da PSM (Penitenciária de Segurança Média) de Três Lagoas, distante 338 quilômetros de Campo Grande. Agente penitenciário que facilitava a entrada de drogas e celulares no presídio está entre os alvos.

No total, 60 policiais cumpriram dez mandados de prisão preventiva, doze de busca e apreensão e um mandado de suspensão de exercício de função pública - expedidos pela 2ª Vara Criminal do município. Além de Três Lagoas, também houve prisão em Campo Grande. 

Os investigados podem responder pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico, corrupção ativa, corrupção passiva e formação de organização criminosa, cujas penas somadas podem chegar a 28 anos de prisão.

O nome da operação faz alusão ao apelido de um dos principais alvos, conhecido como “Zóio”, que liderava a organização familiar composta por três irmãos e seus respectivos cônjuges. Os nomes dos envolvidos não foram divulgados pela Polícia Federal.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions