A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

07/10/2013 11:23

Acusado de matar delegado ameaçou ex-dono da moto e familiares

Graziela Rezende
Segurança terá agravante no indiciamento. Foto: Marcos ErmínioSegurança terá agravante no indiciamento. Foto: Marcos Ermínio
Guarda Municipal é apontado como pistoleiro. Foto: Marcos ErmínioGuarda Municipal é apontado como pistoleiro. Foto: Marcos Ermínio

O segurança Antônio Benitez Cristaldo, 37 anos, um dos acusados de participar da morte do delegado Paulo Magalhães Araújo, 57 anos, ocorrida no dia 25 de junho, em Campo Grande, terá um agravante ao responder pelo homicídio. Ele  ameaçou o ex-dono da moto utilizada para a fuga, no dia do crime, e os seus familiares.

Segundo o delegado Alberto Vieira Rossi, um dos responsáveis pela investigação, o fato ocorreu quando Cristaldo já tinha conhecimento de que estava sendo investigado pela Polícia. Dias antes de se apresentar ao Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Bancos, Assaltos e Sequestros), ele procurou o proprietário do veículo, que acabara de comprar e o ameaçou dizendo:

“A moto foi usada em um crime, uma bronca gigante. E se você falar que passou essa moto pra mim, ou se eles chegarem até mim de alguma maneira, você e sua família estarão correndo risco”, teria dito Cristaldo, conforme explicou o delegado.

Por conta do fato, Cristaldo ainda irá responder por coação no curso do processo. O agravante não havia sido divulgado pela Polícia Civil anteriormente porque o inquérito policial está em Segredo de Justiça. “Acredito que é mais um indício indiscutível da participação de Cristaldo e o comparsa José Moreira Freires, 40 anos, o Zézinho, na morte do delegado”, avalia o delegado Rossi. Para este crime, a pena é de reclusão de 1 a 4 anos, além da multa.

Prisão preventiva - No sábado (5), o juiz titular da 2ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, Aluízio Pereira dos Santos, decretou a prisão preventiva. Ambos estavam presos desde o dia 22 de agosto e o prazo para a prisão temporária venceu ontem. O segurança e o guarda municipal vão responder por homicídio duplamente qualificado e formação de quadrilha, além do agravante para Benitez.

Mandante - Em um novo inquérito policial, de acordo com o diretor geral da Polícia Civil, Jorge Razanauskas Neto, haverá uma investigação somente para identificar o “mandante ou possíveis mandantes do crime”.

Outra suspeita - Além da execução do delegado, eles ainda são suspeitos de matar o 3° suspeito do crime, Rafael Leonardo dos Santos, 29 anos. Este último, conforme a Polícia, seria um crime considerado “queima de arquivo”.

A dupla foi descoberta após diversas denúncias anônimas que o apontavam como suspeitos. A Polícia ainda possui interceptações telefônicas e análise de imagens nas proximidades do crime. José Moreira seria o pistoleiro e Antônio Benitez o comparsa que o ajudou na fuga, em um motocicleta identificada pela Polícia.

Crime - Paulo Magalhães Araújo, 57 anos, foi atingido por uma pistola de 9 milímetros, de uso restrito do Exército. Ele estava na frente da escola da filha, na rua Alagoas, bairro Jardim dos Estados, quando foi alvejado.

Advogado cita Dirceu para defender HC de acusado de matar delegado
A Justiça decretou a prisão preventiva dos dois suspeitos presos pela morte do delegado aposentado e professor universitário, Paulo Magalhães de Araú...
Polícia conclui inquérito da execução de delegado sem apontar o mandante
A Polícia Civil, ainda esta semana, pedirá a prisão preventiva dos suspeitos de executar o delegado Paulo Magalhães, no dia 25 de junho, em Campo Gra...
Antes do prazo, Polícia pedirá prisão preventiva de suspeitos de matar delegado
A 9 dias de encerrar o prazo da prisão temporária dos suspeitos de executar o delegado Paulo Araújo Magalhães, no dia 25 de junho, em Campo Grande, a...
Suspeitos de matar delegado podem ter cortado braços e cabeça de amigo
Os suspeitos de executar o delegado aposentado Paulo Araújo Magalhães, 57 anos, no dia 25 de junho, em Campo Grande, podem ter cometido outro crime b...


Tudo que sinto é um enorme vazio, tudo que a policia fizer não vai trazer de volta Paulo Magalhães, que foi e sempre sera meu querido prof, podem ter certeza foi uma grande pessoa, eu tenho grande respeito e admiração por ele.
aqueles disparos atingiram todos nos, alunos ex-alunos, amigos em fim.
Paulo, amo vc cara...
 
Dalila Barbosa Soares em 08/10/2013 14:36:05
A POLICIA CIVIL TEM COMPETÊNCIA PARA DESCOBRIR , O PROBLEMA É QUE OU OS MANDANTES SÃO PODEROSOS, AI A COISA FICA COMPLICADA, VAI ACONTECER COMO TANTOS OUTROS , DUVIDO QUE A POLICIA NÃO DESCOBRIU, DEVE TER OS CALA BOCA, NÃO EXISTE CRIME PERFEITO.
 
helena da costa andrade em 07/10/2013 21:20:50
Iodentificar o mandante? D U V I D O.
 
joao de deus em 07/10/2013 16:00:27
Estranho que o crime da prostituta que foi achada morta foi rapidamente solucionado e esse do delegado, mesmo tendo dois bandidos presos ainda carece de descobrirem o mandante. Deve ter bicho grande ligado nesse crime.
 
João Nogueira em 07/10/2013 15:58:40
E os mandantes???
 
Lucas Sarcozi em 07/10/2013 15:22:41
NÃO ENTENDO UMA COISA: PORQUE O GAECO/MINISTERIO PUBLICLO NAO INVESTIGA O CASO MOTEL, A MORTE DO JORNALISTA CARVALINHO, A MORTE DO ESCARAMUSSA, A MORTE DO PROFESSOR E DELEGADO PAULO MAGALHÃES E OUTROS TANTO ATÉ AGORA SEM EXPLICAÇÃO?????????? POR QUE SERÁ EIM?????????
 
Roberto Carlos da Silva em 07/10/2013 15:02:35
Mais um crime jogado na gaveta dos insolúveis.
Insolúvel como o crime do motel, entre outros.
 
Elviria Rodrigues dos Santos em 07/10/2013 14:33:55
Esses ai estão ferrados e mal pagos, acho que eles não sabiam mas depois do "jack" (estuprador) os que mais sofrem na cadeia são os pistoleiros, crime não aceito no meio da malandragem.
 
Charles Luciano em 07/10/2013 12:41:39
o mandante desse crime so sera descoberto se policia federal assumir as investigações ou vai ser mais um crime com o mandante impuni como sempre acontece aqui no ms
 
paulo naban em 07/10/2013 12:21:55
Essa é a POLÍCIA CIVIL DE MATO GROSSO DO SUL, que tem em seu quadro funcional valorosos e qualificadíssimos policiais (investigadores, escrivães e delegados). Há investigadores treinados - com seus próprios recursos financeiros - em Operações Especiais na Colômbia e também na S.W.A.T, aliás, temos um Investigador credenciado para dar aulas a policiais do mundo todo na S.W.A.T, baseada em Los Angeles, USA.
 
Roger Moore da Silva em 07/10/2013 12:20:12
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions