A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

03/10/2013 11:38

Polícia conclui inquérito da execução de delegado sem apontar o mandante

Graziela Rezende

A Polícia Civil, ainda esta semana, pedirá a prisão preventiva dos suspeitos de executar o delegado Paulo Magalhães, no dia 25 de junho, em Campo Grande. De acordo com o diretor geral da instituição, Jorge Razanauskas Neto, um inquérito policial em separado cuidará somente da investigação acerca “do mandante” ou "mandantes" do crime, já que até o momento eles não foram descobertos.

“Assim como ocorreu com o assassinato do vereador de Alcinópolis, a 402 quilômetros da Capital, no qual identificamos os suspeitos e sete meses depois os mandantes, vamos tocar o inquérito em separado para encaminhar os indiciados ao Ministério Público. Naquele caso, tempos depois, identificamos e indiciamos o ex-prefeito do município e três vereadores. No caso do Magalhães, acredito que será da mesma maneira e em breve eles serão descobertos”, afirma o delegado.

Desde o dia 22 de agosto, estão detidos nas celas do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Bancos, Assaltos e Sequestros), Antônio Benitez Cristaldo, 37 anos, e José Moreira Freires, o Zézinho, 40 anos. Além da execução do delegado, eles ainda são suspeitos de matar o 3° suspeito do crime, Rafael Leonardo dos Santos, 29 anos. Este último, conforme a Polícia, seria um “queima de arquivo”.

A dupla foi descoberta após diversas denúncias anônimas que o apontavam como suspeitos. A Polícia ainda possui interceptações telefônicas e análise de imagens nas proximidades do crime. José Moreira seria o pistoleiro e Antônio Benitez o comparsa que o ajudou na fuga, em um motocicleta identificada pela Polícia.

Crime - Paulo Magalhães Araújo, 57 anos, foi atingido por uma pistola de 9 milímetros, de uso restrito do Exército. Ele estava na frente da escola da filha, na rua Alagoas, bairro Jardim dos Estados, quando foi alvejado. As investigações seguem sob Segredo de Justiça.

Antes do prazo, Polícia pedirá prisão preventiva de suspeitos de matar delegado
A 9 dias de encerrar o prazo da prisão temporária dos suspeitos de executar o delegado Paulo Araújo Magalhães, no dia 25 de junho, em Campo Grande, a...
Suspeitos de matar delegado podem ter cortado braços e cabeça de amigo
Os suspeitos de executar o delegado aposentado Paulo Araújo Magalhães, 57 anos, no dia 25 de junho, em Campo Grande, podem ter cometido outro crime b...
Delegado "esgota linhas de investigação" sobre morte de mulher em chamas
A Polícia Civil, de acordo com o delegado Fábio Sampaio, responsável por investigar a morte de Viviane Rodrigues Matos, 31 anos, está na fase de “esg...
Justiça prorroga por mais 20 dias prisão de suspeitos de matar delegado
A pedido da Polícia Civil, a Justiça prorrogou por mais 20 dias a prisão do guarda municipal José Moreira Freires, o Zezinho, 40 anos, e Antônio Beni...


Prenderam os executores e não chegaram aos mandantes, isto é piada, sera que não quebraram o sigilo telefônico deste povo, se a nossa policia civil se mostra incapaz de solucionar o caso, basta entregar para o MPF e a policia Federal que eles resolvem.
 
juvenil marques do vale em 03/10/2013 19:47:35
é sempre assim em nosso país só paga quem não tem dinheiro é claro que o mandante deve de estar cobrindo de dinheiro toda safadeza eu admiro muito vejo que ficara enpune o mandante o saudade da ditadutra onde falava ou falava não tinhamoos o tal de defesa dos direitos humanos que só resguarda direito de quem tem dinheiro mas eu quero ver diante de Deus ummmm
 
arildo camargo em 03/10/2013 16:34:14
O crime do motel a uns 6 ou 7 anos atrás, este agora...
Sempre que há um mandante de colarinho branco, no caso aqui de nosso estado, um CORONEL, nunca há solução, apenas o "oreia seca" do pistoleiro que vai preso.

Há influências, interesses e politicagens que desconhecemos...
 
Fabiano Silva em 03/10/2013 15:42:41
lógico que já sabem quem é o mandante... mas não entregam porque é gente lá de cima. Isso já sabia desde que o delegado foi assassinado, seria mais um crime sem solução.
 
bianca martins em 03/10/2013 15:34:53
olha só a diferença!!! no caso da garota de programa p/ o delegado PAULO, qdo a policia quer realmente solucionar um caso eles vão até as ultimas consequências, agora qdo ha gente grande envolvidos a história muda de figura, ainda mais sabendo que pode ser o próximo da lista do mandante, é melhor deixar quieto né!!!!!!!!!!!!!!!!!
 
cristina gomes em 03/10/2013 14:47:26
ATE PARECE NÉ, SE QUISESSEM DESCOBRIR O MANDANTE JÁ TERIAM PEGO FAZ TEMPOS, MAS O DELEGADO NÃO QUER TER O MESMO DESTINO DE MAGALHÃES NÉ, NÃO QUEREM SE SUJAR COM OS NOSSOS POLITICOS É CLARO.
 
FABIANO SANTOS em 03/10/2013 14:33:01
policia aqui no MS só resolve caso aonde envolve gente pequena, mexeu lá em cima eles nunca apontam o responsavel, isso aqui é uma vergonha.
 
abadio rodrigues em 03/10/2013 14:30:27
LÓGICO se apontar o mandante o dr. delegado com certeza vai ser transferido la pra poconé ou pode acontecer o mesmo destino do outro delegado, ai tem gente GRANDE!!!
 
sandro ramos paiva em 03/10/2013 13:17:01
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions