A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 20 de Agosto de 2018

02/09/2010 18:54

Adolescentes se rendem e rebelião é controlada em Unei

Redação

Quarenta adolescentes que persistiram em levar adiante a rebelião na Unei (Unidade Educacional de Internação) improvisada no prédio da antiga Colônia Penal Agrícola, próximo à saída para Aquidauana, se entregaram às 19h30 à polícia. A direção da unidade relatou que não há feridos.

Inicialmente, 78 adolescentes iniciaram a rebelião, mas 38 se renderam logo que as equipes da Cigcoe (Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais) invadiram o local. Os menores que decidiram se entregar estavam numa cela localizada ao lado direito do pavilhão.

Do lado esquerdo, 40 adolescentes amotinados prosseguiram com a rebelião, inclusive mantendo reféns no lugar, na tentativa de negociação com a polícia. O movimento foi intenso na Unei e fez com que três viaturas do Cigcoe, uma do 1º BPM (Batalhão da Polícia Militar), uma do 10º BPM e uma do Corpo de Bombeiros fossem até lá.

O diretor da Unei Dom Bosco, Cristian Jovito Lefevre Zabala, nomeado no dia 23 de fevereiro deste ano, no lugar de Magno dos Santos Mugarte, conversou com o Campo Grande News e detalhou que hoje o seu celular não parava de tocar, com mães e pais aflitos querendo saber informações sobre os filhos detidos no local.

Agora é hora, segundo Lefreve, de verificar a situação no lugar e dar um jeito de arrumar o estrago causado nos alojamentos, uma vez que toda a estrutura foi incendiada. Por causa desse problema, os internos terão que passar a noite em celas disciplinares, sem contar com colchões.

Nesta tarde, os adolescentes que se rebelaram exigiram a presença de dois cinegrafistas de televisão no interior do pavilhão em que o motim acontecia. No entanto, quando os profissionais se aproximaram, imediatamente eles mudaram de ideia.

Só depois que um policial do Cigcoe começou a negociar com os amotinados é que eles se renderam. Todos os 40 adolescentes restantes foram levados para contenção e no caminho um disse à reportagem que os internos estão submetidos a péssimas condições na Unei e enquanto isso acontecer, mais rebeliões serão realizadas.

O motim de hoje, o terceiro em uma semana, começou quando dois adolescentes da Unei conseguiram escapar por volta das 15h. Vários chuços (armas artesanais) foram recolhidos e um enorme buraco foi aberto pelos adolescentes na parede de um dos alojamentos para ser usado na fuga.

Os internos começaram a rebelião depois do banho de sol e se recusaram a voltar para os alojamentos.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions