A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

20/01/2008 13:07

Álcool entre índios é preocupante, diz especialista

Redação

O consumo de álcool é um fenômeno preocupante e crescente entre as populações indígenas do país. O diagnóstico é feito pelo gerente do Projeto Vigisus II da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Carlos Coloma, que também alerta: o problema é de de difícil solução. De acordo com ele, o combate ao alcoolismo, fenômeno que ocorre na grande maioria das etnias indígenas brasileiras, é uma das prioridades do projeto, que integra o Programa de Saúde Mental da Funasa.

"Nós iniciamos as atividades para conhecer a realidade da saúde mental indígena a partir de 1999 - mais intensamente quando a Procuradoria Geral da República solicitou que a Funasa resolvesse os problemas de alcoolismo na população indígena no Rio Grande do Sul. A partir daí, foram feitas uma série de discussões para entender o problema. Chegamos a uma conclusão: não é possível fazer uma intervenção no alcoolismo nas populações indígenas sem entender o significado que o consumo de álcool tem para as diversas etnias. Qual a extensão do problema e a situação epidemiológica", afirmou Coloma.

O trabalho de combate ao alcoolismo se concentrou em sete dos 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (Dseis) nos quais os índices eram mais preocupantes

Câmara de Vereadores entrega meio milhão de reais em emendas parlamentares
A Câmara Municipal de Costa Rica, a 305 quilômetros de Campo Grande, realiza nesta segunda-feira (dia 11) três sessões, duas delas especiais. Às 14h ...
Município de Itaporã comemora 64 anos de emancipação neste domingo
Conhecido como Cidade do Peixe, Itaporã, distante 227 km de Campo Grande, comemora 64 anos de emancipação neste domingo (10). A prefeitura municipal ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions