A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

02/10/2011 08:28

André diz que exame antidoping afasta professor maconheiro de escola

Edmir Conceição e Paula Maciulevicius

O governador André Puccinelli disse que não vai retirar do concurso para professores a exigência do exame antidoping (toxicológico) para detecção de uso de maconha e cocaína. “Nós não vamos retirar isso do concurso. Não quero professor maconheiro, nem cocaineiro. Eles vão ter que fazer como está no edital”, comentou.

O concurso para contratar 545 professores da rede estadual de ensino em Mato Grosso do Sul, que abriu inscrições no dia 26, trouxe de volta a exigência de teste toxicológico para maconha e cocaína. O teste, segundo o edital, deve fazer parte dos exames apresentados pelos candidatos aprovados, na fase de posse nos cargos.

No ano passado, o Governo do Estado já havia feito essa exigência, quando convocou 145 candidatos de um concurso feito anteriormente, mas acabou desistindo, após manifestações contrárias das entidades que representam os professores e do CDDH (Centro de Defesa dos Direitos Humanos). A exigência dos exames tem feito parte de outros processos seletivos, como o que está em cargo para o Detran (Departamento Estadual de Trânsito).

Neste novo concurso para professor, entretanto, não há objeção, segundo a secretária de Educação, Nilene Badeca. “É importante e esse exame é muito bem aceito pela população. É para a segurança dos próprios pais e alunos que sabe da exigência do governo na contratação de quem vai ensinar os filhos deles”, disse Badeca.

De acordo com a secretária de Educação, não há também nenhuma reação contrária por parte da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação). “A Fetems não colocou oposição nenhuma, sentaram para discutir o edital ponto a ponto com a secretaria de administração do governo. Eles queriam ter conhecimento, participação no edital e não levantaram nenhum questionamento, uma vez feito isso, entende-se que foi acordado”, afirmou. O secretário de Finanças da Fetems, Jaime Teixeira, porém, informou que a área jurídica da entidade sindical está analisando o assunto.

Curso de instrutor de trânsito do Detran oferece 50 vagas na Capital
O Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) está com inscrições abertas para o curso de Formação de Instrutor de Trânsito e...
Mega-Sena acumula de novo e prêmio estimado sobe para R$ 43,5 milhões
Mais uma vez a Mega-Sena ficou sem vencedor na faixa principal e, com isso, a premiação acumulou e pode chegar a R$ 43,5 milhões no próximo concurso,...


Foi divulgado pela secretária de educação uma grande necessidade de professores, no entanto a quantidade de 545 vagas contradiz tal situação.Desde de 2005 não foi lançado concurso para professores, sendo assim, como um Estado com território tão extenso como MS pode apresentar esta quantidade de vagas??? Ainda mais que haverá o aumenta da carga horária. Qual é a real situação, como será resolvido?
 
LURDES MARIA em 02/10/2011 01:37:09
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions