A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

07/11/2008 19:37

Apesar de liminar, MST "bate o pé" e não sai do Incra

Redação

Apesar da Justiça Federal haver expedido liminar, no final da tarde de ontem, determinando a retirada de famílias de trabalhadores sem-terra que acamparam na quarta-feira passada na sede da superintendência do Incra (Instituto de Colonização e Reforma Agrária), em Campo Grande, os trabalhadores rurais decidiram, após reunião interna no início desta noite, permanecer no prédio até segunda. De acordo com o documento, o grupo de 300 pessoas tem até as 15 horas de amanhã para desocupar o prédio. Caso o grupo não deixe a sede do Incra até o horário determinado, a Polícia Militar deve cumprir a ordem de despejo. Amanhã cedo, porém, às 8 horas, os líderes do movimento se reunirão novamente para tentar, de alguma forma, suspender a liminar. A idéia é ocupar o prédio até as reivindicações serem atendidas. Maria de Fátima Vieira, líder estadual do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra), afirmou que para as famílias, o processo de reivindicações está lento:

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions