A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

07/08/2012 18:54

Após roubo, PRF promete a empresas de ônibus melhorar segurança nas estradas

Nicholas Vasconcelos

Representantes de empresas se reuniram com a polícia nesta terça-feira

PRF repassou para empresas de ônibus orientações de segurança nas estradas. (Foto: Simão Nogueira)PRF repassou para empresas de ônibus orientações de segurança nas estradas. (Foto: Simão Nogueira)

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) promete reforçar a segurança nas rodovias federais de Mato Grosso do Sul, após o assalto ao comboio de ônibus de turismo no dia 30 de julho. Os policiais se reuniram nesta terça-feira (7) com representantes de 20 empresas de ônibus que atuam no Estado e informaram que haverá reforço nas rondas noturnas, assim como ações do serviço de inteligência para impedir assaltos.

“Nós ligamos o alarme para impedir o retorno das quadrilhas de assaltantes nas estradas”, informou o chefe da seção de policiamento da PRF, inspetor Airton Motti.

Em 2010, foram registrados 20 assaltos a ônibus nas rodovias federais de MS, enquanto em 2011 foram registrados 2 casos.

A principal reclamação dos motoristas e das empresas são os trechos onde não há cobertura de telefonia celular, o que dificulta a comunicação dos crimes, como entre Bataguassu e Nova Andradina. Foi neste trecho, no Leste de MS, em que foi registrado o último ataque dos bandidos.

O reforço no policiamento deve vir de 70 agentes, que começam a trabalhar já no mês de setembro no Estado. Os policiais vão reforçar o contingente de 300 que já atuam nas rodovias e também na reativação do posto de Paranaíba, a 422 quilômetros da Capital, e na ponte do rio Paraguai, em Corumbá, a 419 quilômetros de Campo Grande.

Comboio foi assaltado na BR-267 entre Nova Casa Verde e Bataguassu. (Foto: Arquivo)Comboio foi assaltado na BR-267 entre Nova Casa Verde e Bataguassu. (Foto: Arquivo)

“O que nós percebemos é que essas quadrilhas são sempre de fora, como Paraná e São Paulo, e atuam aqui no Estado onde esse tipo de crime não é comum”, declarou.

No assalto de julho, o grupo montou uma barreira falsa na rodovia, com o uso de coletes da PF (Polícia Federal), fuzis e cones de trânsito o que obrigou os motoristas a parar.

Eles pararam dois veículos partiram de Campo Grande e dois de Dourados e seguiam para São Paulo com sacoleiros. O comboio foi interceptado na BR-267, entre o distrito de Nova Casa Verde e Bataguassu.

Os assaltantes levaram jóias, dinheiro, celulares e até as roupas dos passageiros. As vítimas foram deixadas somente de roupas íntimas e trancados no bagageiro dos veículos.

A orientação da policia é que os motoristas parem nas barreiras, já que não há como identificar em quais casos as abordagens são falsas, e que ao desconfiar que estão sendo seguidos, procurem se aproximar de carretas. “É também apelar para a camaradagem da estrada”, explicou o inspetor.

Os motoristas receberam também uma lista com os telefones dos chefes dos postos e como proceder em casa de suspeita e até mesmo em caso de assalto.

Empresa não se manifesta sobre assalto a comboio de ônibus
Dona dos ônibus assaltados em Bataguassu, a Master Turismo informou à reportagem do Campo Grande News que, no momento, cuida do ocorrido e não vai se...
Mega-Sena pode pagar R$ 39 milhões no sorteio deste sábado
A Mega-Sena deste sábado (16), que está acumulada, pode pagar R$ 39 milhões para quem acertar os seis números. O concurso 1.997 ocorre às 20 horas, h...


Quero ver encontrar carretas a noite, com a nova lei caminhão só vai rodar durante o dia.
 
celso monteiro em 07/08/2012 08:32:36
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions