A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

18/02/2011 12:42

Assassino de jovem em MG é suspeito de golpe em moradora de MS

Nadyenka Castro

Polícia mineira investiga o caso

Secretária e estudante de Psicologia Janinha Pereira de Freitas, 37 anos, encontrada morta em sua casa em Minas Gerais. (Foto: Arquivo de Família)Secretária e estudante de Psicologia Janinha Pereira de Freitas, 37 anos, encontrada morta em sua casa em Minas Gerais. (Foto: Arquivo de Família)

Uma moradora de Mato Grosso do Sul pode ter sido vítima do homem que matou a secretária e estudante de psicologia Janinha Pereira de Freitas, 35 anos, encontrada morta na última segunda-feira (14), em Montes Claros, norte de Minas Gerais.

De acordo com a delegada Karla Silveira, que investiga o caso na cidade mineira, há suspeitas de que o autor do homicídio tenha roubado pertences da mulher que mora em Mato Grosso do Sul.

Segundo Karla, a mulher teria conhecido o homem da mesma maneira que Janinha – pela internet, em sites de relacionamento, e quando se encontraram, ele sumiu com pertences dela.

Conforme a delegada, a mulher e outras também de Minas Gerais, Bahia, Piauí, São Paulo, viram o caso pela imprensa e entraram em contato com a Polícia Civil. Elas relataram as situações que viveram e suspeitam que seja o mesmo homem.

Karla explicou que está investigando todas as informações recebidas e não deu mais detalhes do caso.

Assassinato- Janinha foi encontrada morta por estrangulamento e sinais de violência sexual. O suspeito do crime é um homem que se apresentou à vítima como Danilo Fernandes e que teria saído de São Paulo para encontrar com a secretária depois que os dois se conheceram em um site de relacionamentos.

Ela foi encontrada enrolada em um lençol e teria sido sufocada com um fio. Após constatar o crime, as autoridades notaram que o computador, dinheiro e alguns objetos pessoais da estudante tinham sido levados.

Câmara de Vereadores entrega meio milhão de reais em emendas parlamentares
A Câmara Municipal de Costa Rica, a 305 quilômetros de Campo Grande, realiza nesta segunda-feira (dia 11) três sessões, duas delas especiais. Às 14h ...
Município de Itaporã comemora 64 anos de emancipação neste domingo
Conhecido como Cidade do Peixe, Itaporã, distante 227 km de Campo Grande, comemora 64 anos de emancipação neste domingo (10). A prefeitura municipal ...


Não é só coisa de mulher que faz isso mais muitos homens fazem isso também.
 
Marcela Marques em 19/02/2011 12:19:13
Nenhum "mal ou erro" justifica essa covardia, esse assassinato....lamentável...
 
André MOnteiro em 18/02/2011 08:12:22
Mas é inacreditável que ainda hoje existe mulheres tão tolas, e olha que não era nada nova...37 anos! E ainda caiu no conto do outro? Será que não assiste noticiários, esse não foi o primeiro caso. Levar alguém que não conhece pra dentro de casa? é realmente inacreditável...
 
Maria Zavan em 18/02/2011 05:03:11
Esse lamentavél fato deve servir (mais uma vez) de alerta para estas mulheres que ao invés de procurar se relacionar com pessoas da própria cidade, onde se tem todas as possibilidades de conhecer um ao outro e procurar informações seguras sobre a pessoa com quem está em contato, ficam horas e horas diante de um computador mentindo um para o outro, sobre sí, até que o mais esperto dos dois convence o outro a se encontrarem, o que muitas vezes acaba em decpção, desilusão, ou até, como neste caso, em assassinato para roubar seus pertences.
 
Antonio Mazeica em 18/02/2011 03:58:04
O que se deve sempre alertar a todas mulheres são referentes aos perigos que as relações virtuais podem ocasionar , geralmente acabam em tragédias , são inúmeros relatos no Brasil e no Mundo , não vai ser o primeiro e nem o último, nós mulheres temos que ter cuidados , e sempre estar alerta , as relações reais já são difíceis e perigosas e algumas acabam em agressões domésticas e mortes banais , imaginem relacionamentos com pessoas estranhas e alheias ao nosso convívio social é mais dificil e perigoso ainda ; porém se ocorrer jamais levem para sua casa ou apt. , procurem sempre conhecer o "desconhecido' em lugares públicos e geralmente que tenham bastante pessoas próximas para testemunhar o contato , e apresentar sempre a família e aos amigos para que saibam a origem e referência da pessoa a fim de que não fiquemos vulneráveis a assassinos e malandros disfraçados de principes....desconfiar de tudo e de todos nunca é demais , cuidado sempre , e alerta , atrás de uma pessoa bacana e bem apresentada pode estar o começo do inferno e um assassino sorridente a fim de fazer mais uma vítima; não sejamos ingênuas já é complicado conhecendo as pessoas imagine sem conhecê-las
 
Cláudia Castelli Gomes em 18/02/2011 03:52:29
...tem gente que foi alfabetizado no mobral....que vergonha, escreve tudo errado !
 
Sergio Correa em 18/02/2011 03:13:10
De fato este homem agil errado, isso é se foi realmente ele.
Mas tem algo que não serve como reflexão das mulheres que o conheceram:
1° elas devem ter o levado as suas respequitivas residencias.
2° Os bens materias são apenas bens materias, e se ele for portador do virus HIV este sim é o maior bem, a vida.
 
Daniely de Oliveira em 18/02/2011 02:13:15
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions