ACOMPANHE-NOS    
ABRIL, SEXTA  10    CAMPO GRANDE 18º

Cidades

Assassinos de advogado em Bela Vista são procurados no Paraguai

Reinaldo Azambuja afirma que inteligência da segurança pública confirmou destino de autores do assassinato de José Atanásio Lemes Neto

Por Humberto Marques | 29/10/2018 14:57
José Atanásio foi encontrado morto em sua fazenda, entre Bela Vista e Jardim, em 25 de outubro; governador diz que autores fugiram para o Paraguai. (Foto: Arquivo pessoal/Reprodução)
José Atanásio foi encontrado morto em sua fazenda, entre Bela Vista e Jardim, em 25 de outubro; governador diz que autores fugiram para o Paraguai. (Foto: Arquivo pessoal/Reprodução)

Os autores do assassinato do advogado, pecuarista e ex-vereador de Jardim José Atanásio Lemes Neto, 73, fugiram para o Paraguai. A informação é do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), baseada em operações da segurança pública estadual, que confirmou a concentração de esforços do setor a fim de prender os responsáveis pelo crime, ocorrido em 25 de outubro em Bela Vista –a 322 quilômetros de Campo Grande.

“Houve o assassinato em Bela Vista do Atanásio. Imediatamente, as forças de inteligência trabalharam, já que sabem que os autores estão no Paraguai”, declarou o governador. “O que nós estamos buscando? A prisão deles”, prosseguiu.

Atanásio foi encontrado morto na manhã de quinta-feira em uma propriedade rural de Bela Vista. Ele foi morto a tiros na fazenda “Ás de Ouro”, na divisa entre aquele município e Jardim. Ainda não há informações oficiais sobre a motivação do crime.

A vítima, além de vereador por Jardim, ajudou na criação da 2ª Vara de Justiça da cidade e era presidente da Confederação Brasileira de Laço Comprido –além de ter fundado a Federação dos Clubes de Laço de Mato Grosso do Sul.

A OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil-Seccional de Mato Grosso do Sul) informou, em nota, cobrar “rigorosa apuração das autoridades” sobre o homicídio, a fim de esclarecer se o crime é relacionado com a profissão da vítima.